Últimas

Cinco quilos mais magro, Milton Cruz deixa de ser técnico do São Paulo

Publicidade

Milton Cruz se despediu nesta quarta-feira (3) do cargo de técnico do São Paulo. Desde que assumiu a equipe, após a saída de Muricy Ramalho, em 26 de março, ele ganhou oito partidas. Em compensação, perdeu cinco quilos.

“Eu não estou nem me exercitando, porque se não eu vou sumir. Agora vou tentar recuperar, jogar uma pelada… Faz dois meses que não vejo meus amigos”, brincou o treinador, comentando como a pressão de ser técnico do São Paulo afetou sua vida particular.

Apesar da pressão, Milton conseguiu dar conta do recado e sai da função deixando o São Paulo bem posicionado no quarto lugar do Brasileiro, com 10 pontos, e com o apoio da torcida, que gritou seu nome antes e depois da vitória por 3 a 2 sobre o Santos, no Morumbi.

Nesta última passagem como técnico da equipe –a mais longa de suas 15–, Milton conseguiu aproveitamento de 69,4% dos pontos. Em 12 jogos foram oito vitórias, um empate e três derrotas, com 20 gols marcados e oito sofridos.

São Paulo x Santos

“Foi gratificante esse período que eu fiquei aqui. Tenho que agradecer à diretoria, que confiou no meu trabalho; à torcida, que sempre me apoiou; aos jogadores, pelo companheirismo e cumplicidade que tiveram comigo; e à minha família, que foi muito positiva comigo, mesmo com toda a correria de ser técnico”, afirmou, emocionado, em tom de despedida.

Apesar de admitir que já estava tomando gosto pelo cargo de técnico, Milton disse que, com a entrada de Juan Carlos Osorio, voltará às suas antigas atribuições no clube.

Ocupando o cargo de coordenador técnico, ele auxiliará Osorio em sua adaptação à equipe. Além disso, trabalhará na prospecção de novos jogadores para o clube e fazendo a ponte entre a equipe sub-20 e a principal.

A partir do próximo sábado (6), quando o São Paulo enfrenta o Grêmio, no Morumbi, o time será comandado pelo colombiano. O técnico, que assistiu à partida contra o Santos das tribunas do estádio, teve seu visto de trabalho regularizado pelas autoridades brasileiras.

“Eu aprendi com todos os treinadores que passaram pelo São Paulo. Agora, com ele, vou aprender muito mais”, disse o aluno Milton, depois de sentir o gosto de ser professor.

Isto é Juan Carlos Osorio

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *