Últimas

De Villota foi "jogada" por carro da Marussia contra caminhão, diz relatório

Londres, 27 jun (EFE).- O órgão de saúde e segurança no trabalho do Reino Unido, apontou em relatório divulgado neste sábado pela emissora britânica “BBC”, que a piloto espanhola María de Villota foi “jogada contra o caminhão” pela Marussia que guiava em um teste no circuito de Duxford.

O acidente ocorreu em 3 de julho de 2012, provocando em De Villota graves lesões e a perda do olho direito. Em outubro do no seguinte, a espanhola acabou morrendo, em decorrência dos problemas neurológicos remanescentes da colisão do veículo a 200 quilômetros por hora.

O relatório divulgado pela “BBC” aponta que a piloto recebeu instruções do engenheiro da equipe, mas que estas não incluiam comentários sobre como parar o carro ou que marchas deveriam ser selecionadas na área dos boxes.

“Ela conduziu um carro de turismo pela pista, mas não foi explicado o procedimento de frenagem. Após duas voltas com o carro de Fórmula 1, De Villota voltou aos boxes. Como as marchas estavam engrenadas e o carro preparado para manter as rotações do motor ao redor de 4.100 rpm, ele estava lutando contra ela, que foi lançada jogada o caminhão”, aponta o texto.

Depois do acidente, a escuderia Marussia, realizou uma investigação interna, que excluiu o monoposto utilizado pela espanhola como a principal causa do acidente.

No mês passado, o órgão de saúde e segurança no trabalho do Reino Unido decidiu não acusar a equipe ao encerrar a investigação, apesar do resultado divulgado hoje pela “BBC”.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *