Últimas

Explosão em posto de gasolina mata 73 pessoas durante enchente em Gana

Publicidade

Pelo menos 73 pessoas morreram nesta quinta-feira (4) quando um posto de gasolina explodiu em Acra, capital de Gana. A maioria das vítimas estava no local tentando se proteger de fortes inundações que atingiram o país africano.

Segundo as autoridades do país, as chuvas torrenciais fizeram com que a gasolina e o diesel que estavam em reservatórios subterrâneos subisse à superfície, onde estavam os desabrigados pelas inundações.

Christian Thompson/Associated Press
Posto de gasolina ficou destruído após a explosão de combustível que deixou 73 mortos em Gana
Posto de gasolina ficou destruído após a explosão de combustível que deixou 73 mortos em Gana

O combustível vazado pegou fogo quando as chamas de um incêndio em uma casa próxima chegaram ao posto. Imagens de TV mostraram os corpos das vítimas sendo retirados em camionetes do local da tragédia.

Devido ao grande número de mortos, o necrotério da cidade, já ocupado pelas vítimas das enchentes, ficou superlotado. A tragédia deverá intensificar as críticas contra o governo por sua capacidade de melhorar a infraestrutura do país.

Matthew Mpoke Bigg/Reuters
Socorristas retiram corpos dos escombros do posto de gasolina destruído durante enchente em Acra
Socorristas retiram corpos dos escombros do posto de gasolina destruído durante enchente em Acra

Em visita ao posto de gasolina, o presidente John Mahama chamou a explosão de catástrofe e prestou condolências às vítimas. “Tomaremos medidas para garantir que enchentes desastrosas e mortais não voltem a acontecer”.

Apesar da intensidade das chuvas ter sido maior que o normal, os sistemas de drenagem de Acra são incapazes de evitar inundações mesmo em precipitações que são corriqueiras no mês de Junho.

A capital ganesa também sofre com 48 horas de falta de energia elétrica e com a falta de transporte público, já que os terminais de ônibus foram totalmente inundados na região central.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *