Últimas

Facebook em breve não precisará do rosto reconhecer pessoas nas fotos

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Enquanto a União Europeia bloqueia o reconhecimento facial do Facebook Moments, a companhia continua desenvolvendo tecnologias de reconhecimento… bem, isso vai além do “facial”. O novo algorítimo da empresa de Mark Zuckerberg é capaz de reconhecer pessoas através da leitura do lado de trás da sua cabeça. Ou da cor da sua roupa. Ou sua postura. E não sabemos o que mais pode ser avaliado nessa atualização impressionante.

O recurso ainda faz parte do programa experimental de inteligencia artificial para reconhecimento de imagens, mas já está tão avançado que pode ler outras partes do corpo para identificar indivíduos. Ou seja, em breve, esconder o rosto não será o suficiente para não ser encontrado pelo Mark.

Mais do que o lado de trás da cabeça, o software desenvolvido pela equipe liderada por Yann LeCun demonstrou recentemente a capacidade de analisar detalhes como cor do cabelo, roupas, pose e postura das pessoas nas fotos. LeCun explica que há muitas pistas que poderão usar, uma vez que as pessoas possuem características únicas, mesmo que estejamos olhando para as costas delas.

Por exemplo, você pode reconhecer Mark Zuckerberg muito facilmente porque ele sempre veste camiseta cinza.

No momento, o algorítimo experimental já é capaz de identificar corretamente pessoas através dessas pistas na grande maioria das vezes. Foram realizados testes com 40.000 imagens do Flickr, e o reconhecimento identificou corretamente as pessoas retratadas nelas em 86% das vezes.

Enquanto para alguns isso soará divertido quando – e se – a ferramenta for lançada na rede social, para outros mais preocupados com a privacidade esse é mais um passo rumo a uma distopia digital, onde as companhias sabem quem você é sem que você se dê conta disso.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *