Últimas

Frutas ou salgadinhos? Famosos contam o que põem na lancheira dos filhos

  • Reprodução/Instagram/wanessaoficial

    Wanessa com o marido, Marcus Buaiz e os filhos José Marcus e João Francisco

    Wanessa com o marido, Marcus Buaiz e os filhos José Marcus e João Francisco

Era para ser uma inocente merenda, mas virou motivo de discórdia na internet. O lanche saudável preparado por Bela Gil para a filha, Flor, com granola, batata doce e banana da terra, levantou discussão na web, e a chef de cozinha sofreu críticas pela merenda “diferente” da criança. Famosos ouvidos pelo UOL não só apoiam as escolhas de Bela como também incentivam seus pequenos a preferir frutas a salgadinhos na hora do recreio.

Já acostumada ao bullying virtual – especialmente depois do “churrasco de melancia” –, Bela defendeu em seu blog sua escolha, lembrando que alimentação é hábito e que suas opções têm uma motivação importante: agradam ao paladar da menina. A cantora Wanessa partilha da mesma opinião: as crianças só vão comer bem se os pais derem o exemplo.

“Se eu tomar refrigerante todo dia, meus filhos vão achar legal. Em casa, eles me veem comendo peixe, brócolis, comidas saudáveis. Agora, é um absurdo alguém dizer que a mãe está certa ou não. Ela está certíssima, tem que escolher o que acha saudável. Crianças têm que aprender a respeitar as diferenças desde agora. Quem sabe a filha da Bela não ajude as amiguinhas a comer melhor?”, analisa.

Reprodução/Instagram/belagil

Merenda preparada por Bela Gil para a filha, Flor

Desde que passou por uma reeducação alimentar, há oito anos, a cantora de 32 deixou no passado sua fase à base de junk food e o efeito sanfona da adolescência. Hoje, dá preferência a alimentos naturais e orgânicos, e segue as orientações de um pediatra e de um nutricionista para construir o cardápio de José Marcus, 3, e João Francisco, que completa um ano dia 19. 

“Até dois anos, era a alimentação dos sonhos. Agora o José está ficando mais seletivo. Outro dia queria chocolate na hora do jantar, mas a gente vai negociando. Só dou se comer todo o frango. Quando é numa festinha infantil, eu deixo comer uma coisa ou outra. Na escola, ele levava lanche saudável e acabava comendo um bolinho de chocolate do amiguinho. Os pais se reuniram e agora a escola é que oferece o lanche”, conta. Com isso, as frutas que ele não curtia tanto, como uva, entraram com mais frequência na rotina do menino. 

E quando a chegar a vez do caçula, Wanessa já tem uma lição aprendida. “Vou corrigir algumas coisas. Eu dava muita fruta em forma de papinha, purezinho, com medo do mais velho engasgar. Mãe de primeira viagem… Mas a textura faz diferença. Vou acostumar o João com a fruta mesmo”, diz. 

Danilo Borges/Divulgação

A apresentadora Ticiane Pinheiro e a filha, Rafaella

A apresentadora Ticiane Pinheiro, 38, também não tem muitos problemas para controlar a alimentação de Rafaella, 5. A menina puxou a mãe e não liga para chocolates e outros doces. “Ela adora comer salada antes do prato principal e sempre quer provar de tudo. Ama frutas, as mais variadas, e sempre pede”, conta.

O único item que não faz parte do cardápio da menina é refrigerante, por cuidado da mãe. “Eu não proíbo, mas evito ao máximo que ela tome, falo que arde a garganta”, diz a loira.

Na hora do recreio, Rafaella come o lanche oferecido pela escola, também com opções saudáveis: o preferido dela é sanduíche de requeijão e peito de peru. “Acho que cada mãe sabe o que é melhor para seus filhos. Quem somos nós para criticar? Tenho certeza que a Bela quer o melhor para sua filha porque está agindo guiada por um amor infinito. E se ela avalia que é o melhor a proporcionar, que é saudável e fará bem para a filha dela, eu assino embaixo!”, afirma.

Reprodução/Instagram/sfelippo

Samara Felippo com as filhas Lara e Alicia

Mãe de Alicia, 6, e Lara, 2, a atriz Samara Felippo também toma conta de todas as refeições das pequenas, mas diz que procura não ser tão radical. A merenda das duas, oferecida pela escola, em geral tem frutas, um pão com requeijão, biscoitinhos de arroz. Mas ela permite algumas escapulidas de vez em quando: um pirulito ou uma bala estão permitidas sim, assim como um brigadeiro na festa de um amiguinho. Tudo com equilíbrio.

“Lógico que sou a favor de uma alimentação saudável. Evito o máximo de porcaria, fritura, refrigerante, mas acho um saco quem fica dando palpite na educação. Se são amigos que podem ajudar a melhorar sua qualidade de vida, ok. Você aceita e filtra. Daí a julgar não”, reclama.

Samara também procura respeitar a vontade das crianças em vez de forçar a barra para incluir um ou outro item na rotina das filhas. Lara, por exemplo, é fã de beterraba e cenoura, mas Alicia não gosta de carne. “Partiu dela. Vou tentar ver com um nutricionista o que pode substituir a carne, mas ela come frango, peixe numa boa”.

“Tento evitar suco de caixa, mas às vezes é inevitável. Procuro sempre ter melancia em casa para fazer suco, mas e quando tem um passeio na escola? Tento comprar os menos piores, com menos açúcar”, conta.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *