Últimas

Funcionários do consulado tunisiano na Líbia liberados de sequestro

Túnis, Tunísia, 19 Jun 2015 (AFP) – Os 10 funcionários do consulado tunisiano de Trípoli sequestrados em 12 de junho por uma milícia armada líbia foram liberados, anunciou o ministro das Relações Exteriores da Tunísia, Taieb Baccouche.

Todos chegaram nesta sexta-feira a Túnis, segundo Baccouche.

De acordo com as autoridades, os autores do sequestro estão vinculados a Fajr Libya, uma coalizão de milícias que controla Trípoli e exigia a libertação de um de seus líderes, Walid Glib, preso em Túnis.

Glib deve ser extraditado em breve para a Líbia, depois que a justiça da Tunísia emitiu uma ordem de expulsão.

Baccouche negou, no entanto, que o fim do sequestro tenha sido obtido com um acordo entre Túnis e a milícia líbia.

Glib foi detido em maio em Túnis e a justiça suspeita de seu envolvimento com atos terroristas. O tribunal de apelação que ordenou a expulsão não descarta uma nova convocação para um possível julgamento.

Em maio, os simpatizantes de Glib sequestraram 254 tunisianos para negociar a libertação de seu líder. Todos os reféns foram libertados sãos e salvos em 10 dias.

Desde a queda do regime de Muamar Khadafi em 2011, várias milícias armadas se enfrentam no país e dois governos disputam o controle do Estado: um, reconhecido pela comunidade internacional, está instalado no leste do país, e o outro, controlado pela Fajr Libya, tem sede em Trípoli.

bur-alf/fp

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *