Últimas

Homem sobrevive no trem de pouso a voo de 11 horas

 Um clandestino que foi encontrado escondido no trem de pouso de um avião que viajou de Johannesbugo a Londres se encontrava em estado crítico, enquanto as autoridades suspeitavam de que outro imigrante ilegal caiu sobre a cidade. Foto: Justin Tallis/ AFP/ Arquivo
Um clandestino que foi encontrado escondido no trem de pouso de um avião que viajou de Johannesbugo a Londres se encontrava em estado crítico, enquanto as autoridades suspeitavam de que outro imigrante ilegal caiu sobre a cidade. Foto: Justin Tallis/ AFP/ Arquivo

Londres (AFP) – Um clandestino que foi encontrado escondido no trem de pouso de um avião que viajou de Johannesbugo a Londres se encontrava em estado crítico, enquanto as autoridades suspeitavam de que outro imigrante ilegal caiu sobre a cidade.

A polícia não divulgou detalhes sobre o estado de saúde do clandestino que sobreviveu e informou que está investigando se o corpo de um homem encontrado na quinta-feira no teto de um shopping de Londres é o de outro imigrante que viajava no mesmo avião.

As autoridades acreditam que o homem encontrado com vida tem 24 anos. A polícia confirmou que ele foi encontrado no trem de pouso, com pouca proteção dos 60 graus negativos do lado externo da aeronave durante o voo.

“Sua condição é considerada grave”, afirma um comunicado.

Um porta-voz da polícia disse à AFP que a possibilidade de que os dois tenham viajado na mesma aeronave é “uma das linhas da investigação”.

A polícia recebeu o aviso da presença de um dos homens no avião às 8H28 e uma hora mais tarde foi informada sobre a descoberta do corpo no teto de um shopping no caminho do aeroporto de Heathrow.

A viagem entre Johannesburgo e Londres tem quase 13.000 quilômetros e o voo dura 11 horas.

Este não é o primeiro caso de morte na tentativa de viajar escondido em trens de pouso.

Em 2012, um homem de Moçambique caiu em uma rua do bairro londrino de Richmond, perto de Heathrow, de um avião que decolou de Angola.

A investigação concluiu que o homem sobreviveu às reduzidas temperaturas em grande parte do voo, mas que ao cair do avião estava praticamente morto.

Ocasionalmente, alguém consegue sobreviver, como no caso do indonésio que viajou escondido em um voo de uma hora entre Sumatra e Jacarta no mês de abril.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *