Últimas

Morte de ciclista na Lagoa tem mais uma confissão e reviravolta no Rio

Publicidade

Um terceiro adolescente se apresentou à polícia do Rio de Janeiro nesta terça-feira (2), admitiu participação no assassinato do médico Jaime Gold, 57, e inocentou o primeiro jovem apreendido. A confissão é uma reviravolta no caso, cuja investigação já havia sido encerrada pela Divisão de Homicídios.

Segundo o adolescente de 16 anos, o autor das facadas é o segundo apreendido pela polícia, um jovem de 15 anos. Este terceiro adolescente procurou a delegacia de Engenho Novo acompanhado da irmã e do padrasto.

Jaime foi morto a facadas na noite de 19 de maio, na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio, durante um assalto. Ele pedalava sua bicicleta quando foi atacado, roubado e esfaqueado. O assassinato provocou protestos e virou um símbolo da violência nas ruas do Rio. Com flores, uma bicicleta e tinta vermelha no chão, ciclistas transformaram o local da morte em um memorial de luto e protesto.

O primeiro menor apreendido nega a participação no crime desde o início. O advogado dele, Alberto de Oliveira Júnior, já disse em entrevistas que o adolescente estava em casa, em Manguinhos, na noite do crime.

A apreensão do segundo adolescente ocorreu após sua mãe procurar o Conselho Tutelar, ao saber da participação do filho no crime. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social acompanhou o encaminhamento do jovem à delegacia. Em depoimento, ele acusou o primeiro adolescente apreendido de ter dado as facadas.

Segundo informações do Jornal Nacional, os delegados responsáveis pela investigação estão de férias e, por isso, não comentaram a reviravolta no caso.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *