Últimas

Mudou de lado! Agora 'inimigo', Luxa apressa estreia para reencontrar Fla

Vanderlei Luxemburgo e Flamengo viraram “inimigos” há uma semana. O técnico foi demitido pela diretoria comandada por Eduardo Bandeira de Mello e disparou críticas ao clube. Torcedor do Rubro-negro, Luxa nem sequer esperava reencontrar o agora rival tão rápido. Mas o futebol pregou uma de suas peças e promoveu o acerto do treinador com o Cruzeiro.

Sendo assim, Luxemburgo e Flamengo estarão frente a frente nesta quarta-feira, às 22h, no Mineirão, quando os times duelam pelo Campeonato Brasileiro. O técnico foi confirmado pela diretoria mineira pouco tempo depois da demissão de Marcelo Oliveira. No time celeste, Vanderlei também terá a função de “manager”, algo que não conseguiu exercer no Rubro-negro.

E o reencontro entre as partes está envolto em curiosidades. Luxa chega no decorrer do dia a Belo Horizonte e será apresentado na sequência. Ele poderia até não comandar o time, mas conversou com os dirigentes e fez questão de estar presente no banco de reservas em um momento delicado do Cruzeiro após a eliminação na Copa Libertadores.

O retorno ao clube no qual viveu um dos melhores momentos da carreira, em 2003, acontece justamente depois de uma saída delicada do Flamengo. Vanderlei não conseguiu dar o padrão esperado ao time e entrou em rota de colisão com a diretoria.

A convivência piorou em 2015, mas já era ruim no ano passado. Apesar de livrar o Flamengo do rebaixamento no Brasileirão, o técnico travou discussões frequentes com os cartolas. A demora para a assinatura do contrato de trabalho, a exigência por reforços e até a cobrança para o pagamento de premiações compuseram o repertório.

Na terça-feira (26) da última semana, Luxemburgo convocou uma coletiva de imprensa para se despedir do Flamengo. A sensação de um novo trabalho na Gávea em curto espaço de tempo ficou distante, tal qual a relação com o clube de infância.

“Existe uma dificuldade muito grande com a diretoria. O Flamengo trabalha com um grupo de gestores. O profissional contratado, no caso o Rodrigo Caetano, que é excelente, simplesmente não é ouvido. Eles resolvem tudo e não sabem absolutamente nada de futebol. O Caetano está de mãos atadas. Qual experiência esses caras têm no futebol? Precisa passar por eles a compra de um alfinete…”, afirmou o agora técnico cruzeirense, sem esconder a revolta, na semana passada.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *