Últimas

O papa Francisco não vê televisão desde 1990. Será que ele deixou passar alguma coisa imperdível?

Publicidade

Veja um resuminho do que o resto do mundo assistiu nos últimos 25 anos.

*

Se existe uma verdade universal que se aplica às pessoas que não têm televisão, é que cedo ou tarde elas lhe contarão que não têm televisão. Até o papa Francisco cedeu ao impulso. Ele acaba de revelar a um jornal argentino que não assiste a um programa de televisão desde 1990.

É evidente que essa admissão foi um erro tremendo de sua parte. Ela o faz parecer convencido e fora de sintonia, como todo o mundo que não vê TV. Existem certas coisas que um papa pode fazer e que podem ficar por isso mesmo. Ser o representante de Deus na terra, que vive em um palácio dourado com sua própria cidade-estado independente, é uma delas. Mas não saber como termina “Breaking Bad”? Imperdoável.

Então, para ajudar o papa a ficar com cara de homem do povo outra vez, veja um resuminho de tudo o que aconteceu na televisão nos últimos 25 anos.

1990-1995 – “Os Simpsons”, um programa que Vossa Santidade provavelmente estava acompanhando até a hora em que parou de assistir à TV, acaba de ficar realmente divertido. Quando possível, mostre ao povo que Vossa Santidade vê o seriado de vez em quando, inserindo esporadicamente termos como “d’oh” e “ai, caramba” em seus sermões.

1996-2000 – “Arquivo X” já virou sucesso enorme. É uma série sobre conspirações, acobertamentos e a negação direta da ciência. Vossa Santidade provavelmente a apreciaria muito. No final de 2000, a grande sensação do momento é “The Weakest Link”, um quiz show que guarda bastante semelhança com os que Vossa Santidade provavelmente conheceu na juventude, mas apresentado por uma mulher que dá a impressão de odiar seu público. Pense no papa Bento, e Vossa Santidade não estará muito longe da realidade.

2001-2005 – Esse período foi marcado pela estreia de “The Office”, uma sitcom ambientada em um local de trabalho bem semelhante ao seu, mas com menos escadarias grandiosas e tetos feitos de ouro de verdade. E há uma série nova e muito boa chamada “Lost”. É ousada, é misteriosa -tudo indica que pode virar sucesso.

2006-2010 – “Bailando por un Sueño” estreia na televisão argentina. É o mais recente em uma onda de programas de dança de celebridades que se alastram pelo mundo, depois do sucesso de “Strictly Come Dancing” e “Dancing With the Stars”. Mas “Bailando por un Sueño” se destaca porque a maioria dos capítulos tende a acabar em nudez quase total. Seria melhor Vossa Santidade evitar isso, provavelmente. E, por falar nisso, nem se dê ao trabalho de ver “Lost”. O final não faz o menor sentido.

2011-2015 – O programa do qual todo o mundo fala hoje em dia é “Game of Thrones”, que é basicamente “Bailando por un Sueño”, mas com dragões. Houve também um programa chamado “Sex Box” -provavelmente não vale a pena explicar com muitos detalhes. E, pelo amor de Deus, Vossa Santidade precisa parar de dizer “ai, caramba” em seus sermões. “Os Simpsons” já saíram do ar há uns 15 anos. Vossa Santidade só fica parecendo ultrapassado. Tente ficar mais em dia!

Tradução de CLARA ALLAIN

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *