Últimas

Passeio ciclístico carrega bandeira de combate às drogas pelas ruas do Recife

Passeio partiu da Rua da Aurora com destino ao 2º Jardim, na Avenida Boa Viagem. FOTO: Marcela Goes/Divulgação.
Passeio partiu da Rua da Aurora com destino ao 2º Jardim, na Avenida Boa Viagem. FOTO: Marcela Goes/Divulgação.

Carregando a bandeira da conscientização do risco do consumo de drogas, a Associação Oásis da Liberdade (AOL), realizou, na manhã deste domingo, a segunda edição do projeto “Pedalando Contra as Drogas”. O passeio ciclístico, que partiu da Rua da Aurora, teve como meta alertar a população, principalmente os jovens, sobre o perigo das drogas, suas consequências para a saúde e mostrar que há outras alternativas para se ter uma vida saudável. Os organizadores do evento estimaram a participação de 2 mil pessoas.

As camisas custaram R$ 20,00 e os ciclistas foram convidados a doar dois quilos alimentos em prol dos projetos sociais de combate as drogas promovido pela associação. Em sua segunda edição, que ocorreu em junho de 2014, o roteiro desse ano começou pela Rua da Aurora, passando pela Prefeitura do Recife, Cais José Estelita, Ponte do Pina seguindo em direção ao 2º Jardim, em Boa Viagem, com retorno para a Rua da Aurora. O roteiro totalizou um percurso de 8 quilômetros.

Organizador do evento, o vereador evangélico Luiz Eustáquio (PT) disse que o passeio visa estimular as pessoas a participarem da iniciativa e marca o Dia Internacional de Conscietização de Luta Contra as Drogas, que acontece no dia 26 de junho, mas que por conta dos festejos juninos, a associação antecipou para este final de semana. “No dia 12 de agosto faremos mais uma edição do Recife Sem Drogas, evento em homenagem ao Dia Municipal de Combate às Drogas. A última edição reunimos mais de 15 mil pessoas”, revelou Eustáquio.

Um dos reeducandos da entidade, o auxiliar de cozinha Luciano dos Santos Oliveira, 24 anos, fala com orgulho de sua recuperação. “Comeci a usar drogas com 14 anos e passei mais de 8 anos nessa vida. Digo que quando usava drogas eu era uma espécie de clínico geral. Usei de tudo. Quando não tinha dinheiro para comprar bebida e ia no posto de gasolina e bebia àlcool de posto e também perfume. A pessoa tem que ter perseverança. Aprendi na associação muitas coisas que me ajudaram a sair desse submundo. Hoje trabalho, tenho um filho de 7 anos e uma companheira que conheci no trabalho”, enfatizou.

Entidade

A Associação Oásis da Liberdade foi fundada há 21 anos. É uma entidade sem fins lucrativos que atua na prevenção contra as drogas, tratamento e ressocialização. Há dois centros de acolhimentos, sendo um em Jardim São Paulo e outro em Casa Amarela. Lá é feita a triagem onde as pessoas são encaminhadas, dependendo do caso, para tratamento espécifico e reintegração na sociedade. O trabalho é feito com adultos e crianças.

A Comunidade Terapêutica Oásis da Liberdade, em Igarassu, é destinada ao tratamento de adultos. O espaço tem capacidade para atender 40 pessoas, mas está atualmente está com 20 pacientes. Na parte infantil, a entidade atende no Centro de Prevenção, em Santo Amaro. Há 250 crianças em situação de risco, com idades que variam de 7 a 14 anos.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *