Últimas

Pesquisa mostra que imagem dos EUA no mundo continua positiva

Publicidade

A imagem dos EUA no mundo continua a ser largamente positiva, segundo pesquisa publicada nesta terça (23) pelo Pew Research Center, com sede em Washington.

Nos 39 países que participaram da pesquisa, uma média de 69% dos entrevistados disse ter uma opinião favorável aos EUA, enquanto apenas 24% expressaram uma visão desfavorável.

Há, porém, uma variação significativa entre as regiões e os países.

AMÉRICA

Na América Latina, a visão sobre os EUA se mantém bastante positiva.

Às vésperas da viagem da presidente Dilma Rousseff a Washington –em 30 de junho–, 73% dos brasileiros dizem ter uma visão favorável dos EUA, ante os 65% de um ano atrás.

E mesmo na Argentina, único país da região onde menos da metade da população tem visão positiva sobre os EUA, o percentual dos que veem favoravelmente os EUA passou de 36% em 2014 para 43% neste ano.

Na Venezuela, porém, país que tem tido disputas com os EUA, o processo é no sentido contrário.

Editoria de Arte/Folhapress

No ano passado, 62% dos venezuelanos se diziam favoráveis aos EUA. O valor agora é de 51%.

Mas a divisão é profunda no país. A aprovação aos EUA atinge 73% entre os que se dizem à direita politicamente. Entre os “centristas”, o resultado fica em 44%, e entre os que se dizem de esquerda o valor é de 21%.

OTAN

Entre os países que fazem parte da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), aliança militar ocidental, os EUA recebem visão bastante favorável.

Cerca de dois em cada três canadenses têm uma opinião favorável, como ocorre na Itália, na Polônia, na França, no Reino Unido e na Espanha.

A exceção é a Alemanha, onde apenas 50% dão os EUA uma avaliação positiva, enquanto 45% expressam uma visão negativa.

ORIENTE MÉDIO

Em Israel, cerca de oito em cada dez israelenses veem os EUA positivamente, embora haja uma grande diferença entre judeus israelenses (87% favorável) e árabes israelenses (48%).

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *