Últimas

Policial americano é indiciado por morte de homem negro desarmado

Publicidade

Um ex-policial branco foi indiciado por homicídio nesta segunda-feira (8) em North Charleston, no Estado americano da Carolina do Sul, pela morte de um homem negro desarmado, em abril deste ano.

Michael Slager, 33, atirou oito vezes contra Walter Scott, 50. A confusão começou depois que o agente ordenou que Scott parasse seu carro por estar com uma lanterna quebrada.

Veja vídeo

Ele obedeceu a ordem mas fugiu em seguida, temendo ser preso por atraso no pagamento da pensão de seus quatro filhos, de acordo com o advogado da família, Chris Stewart.

O caso ganhou grande repercussão após a divulgação de um vídeo, feito por um pedestre, que mostra Slager atirando em Scott pelas costas, enquanto o homem corria.

Em sua versão inicial, o policial disse que disparou porque Scott teria tentado tirar sua arma e, por isso, temeu por sua vida.

Nos últimos meses, episódios de mortes de homens negros causadas por policiais aumentaram a tensão racial no país e geraram protestos em diversas cidades, como Nova York, Ferguson (Missouri) e Baltimore (Maryland).

O indiciamento por um grande júri, figura jurídica que não existe no Brasil, é um passo importante para a condenação de Slager, que foi demitido do Departamento de Polícia em abril.

Reuters/Charleston County Sheriff’s Office
Imagem cedida pela polícia de North Charleston mostra o agente Michael Slager após ser detido
Imagem cedida pela polícia de North Charleston mostra o agente Michael Slager após ser detido

Composto por civis, o júri examina provas e depoimentos para definir se os suspeitos serão indiciados ou não. Agora, ele vai a julgamento e, se condenado, pode pegar até 30 anos de prisão, sem direito à liberdade condicional.

“O grande júri é um passo formal, mas é só mais um passo no processo criminal”, afirmou o advogado do policial, Andrew Savage III.

A decisão, no entanto, foi comemorada pela família de Scott. “Estamos felizes e satisfeitos com isso agora”, afirmou Rodney, irmão da vítima.

TEXAS

Em meio à tensão gerada por casos de abuso de poder por policiais, um agente foi suspenso nesta segunda em um subúrbio de Dallas, no Estado do Texas, depois de ser filmado jogando uma garota de 14 anos no chão.

No vídeo, Eric Casebolt, um policial branco, é visto jogando a jovem –que estava vestindo um biquíni– no chão e apoiando os dois joelhos sobre suas costas. Ele também apontou a arma para diversos adolescentes após uma confusão em uma piscina em McKinney.

O prefeito da cidade, Brian Loughmiller, afirmou em comunicado que estava “perturbado e preocupado com o incidente.” A polícia está investigando o episódio e Casebolt será mantido em licença administrativa até a conclusão da análise.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *