Últimas

Premiê turco reconhece resultado das eleições, mas diz que AKP sai vitorioso

Ancara, 7 jun (EFE).- O primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu, reconheceu neste domingo os resultados das eleições gerais, que confirmaram a perda da maioria absoluta de seu partido, o islamita Justiça e Desenvolvimento (AKP), no parlamento, apesar de destacar que a sigla segue como a mais votada no país.

Davutoglu discursou na varanda da sede do AKP em Ancara para “parabenizar à nação por uma eleição pacífica” e expressar seu “respeito à decisão do povo”.

Mas destacou que o AKP, partido que governa a Turquia desde 2002, foi mais uma vez o mais votado, com 40,8% dos votos, muito à frente de seus três rivais, mesmo com a perda da maioria absoluta.

Os sociais-democratas do Partido Republicano do Povo (CHP) ficaram com 25,1% da preferência dos eleitores, seguidos pelos direitistas da Ação Nacional (MHP), com 16,4%.

Já o Partido Democrático dos Povos (HDP), de orientação esquerdista e pró-curda, alcançou um resultado histórico de 12,9%, superando pela primeira vez a barreira eleitoral de 10% dos votos. A ascensão do HDP foi determinante para a perda da maioria absoluta do AKP no parlamento.

“Essa noite é um novo começo e são esperadas maiores conquistas. Todos devem ver que o AKP ganhou essas eleições e segue como o número um”, afirmou Davutoglu em seu discurso, transmitido pelas emissoras turcas.

O primeiro-ministro criticou a divulgação de rumores sobre o pleito, em alusão às acusações sobre a possibilidade de manipulações das urnas feitas durante a campanha eleitoral.

“Deveriam se envergonhar. A democracia turca deu mais um exemplo”, afirmou Davutoglu, evitando falar sobre a busca de acordos a partir de amanhã ou se tentará formar um governo de minoria.

“Não permitiremos que a paz seja menosprezada nesse país. Tomaremos todas as medidas para não prejudicar a estabilidade e os avanços dos últimos 13 anos”, afirmou o primeiro-ministro.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *