Últimas

Sarcasmo de sociólogo em livro sobre gastronomia desperta ato de comer

Publicidade

Um sarcasmo dostoievskiano ronda as páginas de “e-Boca Livre”, obra do sociólogo Carlos Alberto Dória a ser lançada nesta terça (9).

Trata-se de uma coletânea de mais de 200 posts inquietantes pinçados do blog homônimo, no qual Dória alimenta discussões que circundam a gastronomia atual.

Em críticas provocativas à imprensa –como ela repercute mantras como “orgânico” e “natural” e se distancia de investigações profundas–, e aos prêmios, pergunta-se: o que é ser “o melhor”?

Marlene Bergamo/Folhapress
SAO PAULO - SP - COMIDA - Retrato do soci—logo Carlos Alberto D—ria, que ira lancar livro pelo selo da Folha. 14.05..2014 - (Foto Marlene Bergamo/Folhapress) -
O sociólogo Carlos Alberto Dória, em sua casa em São Paulo

Ora Dória está mais próximo do leitor, como ao discutir o papel do couvert, a hospitalidade, as longas explanações dos garçons, ora está mais distante. Falta contexto ao falar de um simpósio mundial de gastronomia, ou ao citar chefs como se fossem velhos conhecidos –para o leitor desavisado, quem é Roberta Sudbrack?

De toda sorte, o sociólogo recorre a nomes clássicos (Carême e Escoffier) e contemporâneos, como o químico Hervé This, e mantém seu tom polêmico inabalável capaz de despertar o leitor para a reflexão.

Remexe, por exemplo, nas convicções dos consumidores urbanos ao tratar de questões como o consumo do salmão chileno, os “frangos-d’água”.

Também dialoga com conceitos explorados em outras publicações de sua autoria: a miscigenação, o redesenho do Brasil a partir de ingredientes, o massacre das cozinhas caiçara e caipira.

Ao ler a coletânea numa tacada só, a sensação de déjà-vu aparece: há citações dobradas, como a opinião de Alex Atala sobre a necessidade de agregar valor à cozinha nacional para brasileiros ou o eco do seu ponto de vista sobre o que é ingrediente e o que é produto.

Mas quem sabe esse não é um recurso para despertar ideias inquietantes que parecem adormecidas?

E-BOCA LIVRE
AUTOR Carlos Alberto Dória
EDITORA Tapioca
QUANTO R$ 54 (255 págs.)
AVALIAÇÃO bom
LANÇAMENTO terça (9), na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, av. Paulista, 2.073; tel. (11) 3170-4033

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *