Últimas

Sem gol histórico de Marta e sem vaga. Brasil perde e está fora do Mundial

Ainda não será desta vez que a seleção brasileira alcançará o inédito título da Copa do Mundo de futebol feminino. Em jogo de oitavas de final disputado neste domingo, em Moncton, no Canadá, as meninas comandadas por Vadão levaram um gol aos 34min do segundo tempo, perderam de 1 a 0 da Austrália e deram adeus ao Mundial.

Também não foi nesta Copa do Mundo que Marta se igualou a Klose no topo da artilharia em todas as Copas, seja masculina ou feminina. O atacante alemão chegou aos 16 gols depois de marcar na goleada de 7 a 1 sobre o Brasil, no Mundial do ano passado. A brasileira estaciona nos 15.

A seleção brasileira chegou à fase de oitavas de final sem levar gols, com três vitórias na fase de grupos. Mas o gol sofrido custou caro. Depois de uma desatenção na defesa, Simon aproveitou rebote da goleira Luciana e decretou a classificação australiana.

Agora, a Austrália encara a equipe vencedora do duelo entre Japão e Holanda. Japonesas e holandesas se enfrentam na terça-feira, às 23h (de Brasília), em Vancouver.

Além da Austrália, outras duas seleções já se classificaram para as quartas de final. A China passou por Camarões, em vitória de 1 a 0, enquanto a bicampeã mundial Alemanha garantiu vaga depois de golear a Suécia por 4 a 1.

Fases do jogo: Muita organização, muito toque de bola, mas poucas chances de gol. Assim foi o primeiro tempo em Moncton, tanto por parte do Brasil como por parte da Austrália. A seleção liderada por Marta teve suas principais oportunidades em chutes de longa distância, enquanto a seleção da Oceania levou perigo – na melhor chance da etapa inicial – através de uma finalização da pequena área que triscou na trave do gol brasileiro.

Mas as melhores chances vieram mesmo no segundo tempo. Aos 17min, a experiente Formiga, de 37 anos, carimbou a trave com uma cabeceada seguida de escanteio. No ataque seguinte, em rápido contra-ataque, por pouco Van Egmond não abriu o placar em chute rasteiro que passou bem perto. Mas aos 34min, quando o empate parecia certo no tempo normal, a defesa do Brasil cochilou, Simon aproveitou rebote da goleiro Luciana – que não conseguiu encaixar a bola – mandou para as redes. Fazendo 1 a 0. A seleção brasileira partiu para o ataque nos minutos finais, mas não conseguiu evitar a eliminação.

A melhor: Simon. Além de criar boas jogadas e dar trabalho para a defesa brasileira, mostrou oportunismo e marcou o gol que colocou a Austrália nas quartas de final.

Para lembrar:

Cai cai? A brasileira Cristiane simulou uma falta logo no início do jogo e depois acabou perseguida pela juíza. Em seguida, algumas faltas claras em cima da camisa 11 não foram marcadas.



Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *