Últimas

Terremoto deixa escaladores ilhados no monte Kinabalu, na Malásia

Publicidade

Cerca de 100 escaladores estão ilhados no monte Kinabalu, situado na província de Sabah, na Malásia, que foi atingida nesta sexta-feira (05) por um terremoto de magnitude 6 na escala Richter, mas, por enquanto, ainda não há relatos sobre vítimas.

O tremor, que durou cerca de um minuto, causou deslizamentos de rochas, avalanches e a queda de dois pequenos montes batizados como “as orelhas do burro”, onde a prática de escalada é recorrente, confirmou Masidi Manjun, ministro do Turismo da Malásia, através do Twitter.

Manjun também informou que as autoridades malaias já iniciaram as operações de resgate das pessoas presas, entre as quais poderia haver pelo menos quatro feridos.

As atividades de escalada foram suspensas em toda a região, informou o Departamento para a Conservação dos Parques da Província de Sabah, que fica no nordeste da ilha de Bornéu.

A escaladora Charlene Dmp, que está ilhada no monte, publicou no Facebook que se encontra esperando, junto de dezenas de pessoas, pelos helicópteros de resgate.

“Não podemos descer porque há muitas rochas caindo. Não é seguro descer porque ainda há tremores”, comentou Charlene, que também publicou várias fotografias dos escaladores ilhados.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, sigla em inglês), que monitora a atividade sísmica no mundo todo, situou o hipocentro a dez quilômetros de profundidade e seu epicentro a 19 quilômetros da cidade de Ranau, de 94 mil habitantes.

O terremoto ocorreu às 7h15 locais (20h15 de Brasília da quinta-feira).

Vários dos escaladores foram surpreendidos pelo tremor ao amanhecer quando desciam do cume do Kinabalu, de 4.095 metros de altitude, segundo o jornal “The Star”.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *