Últimas
alagoas

Vigilância Sanitária vai fiscalizar leite comprado pelas prefeituras

O leite fornecido para merenda escolar pelas prefeituras será fiscalizado pela Vigilância Sanitária Estadual, para garantir que o produto seja fornecido pasteurizado. A denuncia da compra de leite cru pelas prefeituras chegou ao conhecimento do governador, em Batalha, semana passada durante a solenidade de assinatura do decreto que isenta de pagamento de ICMS, o leite produzido em Alagoas.
Segundo a Cooperativa de Produção de Leiteira de Alagoas (CPLA) cerca de 60% das prefeituras compram leite cru de vacarias e fornecem como merenda escolar nas escolas, sem que seja pasteurizado. O leite cru oferece o risco de transmissão de doenças como tuberculose, inflamação de articulações e diarréia que pode levar a morte.
O leite coletados nas vacarias e que não são encaminhados para tanques de resfriamento, recebem “ingredientes” estranhos para durar, ou seja, não talhar. Um desses “ingredientes” é a cal para evitar a fermentação e a urina, que pode ser da própria vaca, ou do vaqueiro que coleta o leite, para baixar o Ph de acidez. Quem fez a revelação foi o superintendente da Vigilância Sanitária estadual, o médico veterinário Paulo Bezerra, passado em entrevista a rádio CBN, Maceió.
Por: 7segundos

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *