Últimas

7 smartphones com designs diferentes

Alguns smartphones trazem traços de design um pouco diferentes. O S6 Edge da Samsung, por exemplo, tem as laterais da tela arrendondadas, e o G Flex da LG tem a tela toda meio curva, assim como alguns monitores da fabricante.

Esses são alguns exemplos mais notáveis de designs incomuns. Além deles, existem também outros smartphones diferentes dos quais não ouvimos falar tanto, seja porque são de marcas menos comuns, seja porque suas peculiaridades são mais difíceis de perceber.

Abaixo, listamos alguns smartphones que trazem algumas características bastante particulares em seu design.

YotaPhone 2

Na falta de uma tela, o YotaPhone 2 tem duas. Ele é o sucessor do yotaPhone, lançado em xxxx, que trazia duas telas também. Assim como seu antecessor, ele smartphone terá uma tela AMOLED de 5 polegadas 1080p na frente e um display “eletronic paper”, semelhante ao de e-readers, que sempre fica ligado atrás.

Por ser uma tela “eletronic paper”, o display traseiro não consume tanta bateria, e é usado para mostrar notificações sem que seja necessário ativar a tela principal. Além disso, ele traz um processador Snapdragon 801 quad core e roda em Android 4.4, com 2GB de RAM, 32GB de armazenamento e câmeras de 8MP (traseira) e 2.1MP (frontal).

Turing Phone

Por fora, o Turing tem apenas um design mais chamativo, com pedaços de liquidmetal (um materia super resistente) e cores pouco comuns para smartphones – uma das opções é inspirada nos robôs Gundam. Por dentro, porém, o smartphone tem uma característica bastante interessante: ele é voltado para criptografia e para a segurança e sigilo dos dados dos usuários.

Segundo a empresa, o smartphone é “inquebrável” e “impossível de hackear”. Ele possui um sistema completo de encriptação e de autenticação de usuário, que os criadores consideram que logo se tornarão “padrão” para smartphones. Seu processador é um Snapdragon 801 quad core, sua tela de 5,5 polegadas tem resolução de 1080p, ele tem 3GB de RAM e 16GB a 128GB de armazenamento (dependendo do modelo), além de câmeras traseira de 13MP e frontal de 8MP.

London, o smartphone da Marshall

Anunciado hoje, o smartphone da Marshall (tradicionalmente conhecida por seus amplificadores de guitarra e baixo) é voltado especialmente para os amantes de música, como seria de se esperar. Ele tem dois autoflantes e dois microfones, para criar efeito stereo, e duas saídas para fone de ouvido, assim você não precisa dividir seus fones com ninguém.

Ele também tem um aplicativo para DJs, que permite que as duas saídas sejam usadas para fazer as mixagens, e um aplicativo que une todos os programas de streaming em um só. Fora isso, ele roda Android 5.0, tem uma tela IPS de 4,7 polegadas e 720p de resolução, um processador Snapdragon 410 quad core e câmeras de 8MP e 2MP (traseira e frontal respectivamente)

Monohm Runcible

Redondo, o Runcible está longe de ter o formato que você espera de um smartphone. Ele é redondo, com cerca de 10 centímetros de diâmetro, e foi desenhado para parecer um relógio de bolso. A Monohm, que o desenhou, pretende que ele seja um dispositivo mais discreto que os smartphones tradicionais, e disse que não pretende mudar seu design externo – usuários poderão atualizar o hardware e manter a “carcaça” do telefones.

O dispositivo ainda é um protótipo, mas já se sabe que ele rodará em Firefox OS e precisará ser pareado com fones e microfone bluetooth para poder ser usado

Lamborghini 88 Tauri

[embedded content]

Apesar de sua aparência extravagante, o preço do Lamborghini 88 Tauri é ainda mais impressionante: ele custa US$ 6000, basicamente por conta da marca Lamborghini. No entanto, ele possui alguns materiais notáveis, como nove diferentes tons de coro de pele de bezerro e três tratamentos diferentes de aço inoxidável.

Suas configurações também são boas: processador Snapdragon 801 quad core, 3GB de RAM, câmera traseira de 20MP e frontal de 8MP, 64GB de armazenamento e dois espaços para cartão SIM, caso você precise economizar na conta depois de gastar seis mil dólares no smartphone. Por melhores que essas especificações sejam, porém, o preço ainda está longe de ser adequado.

Kyocera Torque

A linha Torque da Kyocera é composta por smartphones voltados para quem gosta de aventura: eles são resistentes a praticamente tudo que se possa imaginar, desde impactos até radiação solar. Durante a Mobile World Congress de Barcelona, porém, a empresa mostrou um smartphone da linha com uma tela que era capaz de carregar a bateria por meio de energia solar.

Apesar de interessante, a tecnologia ainda é pouco viável: com o celular inativo, a tela só consegue carregar aproximadamente 1% da bateria por hora. Ainda assim, o dispositivo tem uma tela de 4,5 polegadas e resolução 720p, câmera traseira de 8MP e frontal de 2MP, processador snapdragon 400 quad core, 2GB de RAM e 16GB de armazenamento.

Família Aka da LG

[embedded content]

Um sistema operacional inteligente como o do filme Her ainda está longe da realidade, mas a LG buscou lançar uma linha de smartphones mais “humanizados” com a família Aka. Com nomes fofinhos como Wooky e Yoyo, os celulares vêm com uma capinha que deixa de fora a parte superior da traseira dos dispositivos. Nessa parte são exibidos olhinhos que mudam de humor de acordo com as interações do usuário.

Fora isso, são smartphones intermediários, com telas de 5 polegadas IPS de 720p, processador quad core, 1,5GB de RAM, 16GB de armazenamento, câmera traseira de 8MP e frontal de 1,2MP. E, caso os olhinhos emotivos lhe pareçam muito estranhos, basta retirar o chip presente na case que controla as emoções dos personagens.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *