Últimas

Al Qaeda assume autoria de morte de 14 soldados argelinos

Argel, 19 jul (EFE).- Um grupo jihadista vinculado pela Organização da Al Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) assumiu a suposta morte de 14 militares argelinos em um ataque a uma patrulha a cerca de 150 quilômetros ao oeste de Argel, informou nese domingo a imprensa local.

O jornal digital “Tout sul L’Algerie” repercutiu neste domingo um comunicado divulgado através de uma site afim ao grupo no qual se afirma que os soldados caíram numa emboscada na cidade de Djebel Louh, situada na conflituosa província de Ain Defla.

O ataque, publicado por outros meios de comunicação argelinos, não foi confirmado nem desmentido ainda pelo governo.

A página, que se denomina Al-Andalus, também publica duas fotografias: uma na qual se vê a coluna de soldados antes da suposta emboscada e outra na qual se veem armas do Exército argelino, que define como “botim de guerra”.

O comunicado explica, além disso, que a ação responde às recentes declarações do general Ahmed Gaid Salah, chefe do Estado-Maior do Exército argelino, ao que o AQMI acusa de “ter declarado guerra”.

Em discurso pronunciado dias atrás na cidade de Blida, Salah pediu ao Exército para “vigiar de forma permanente” a fim de “instaurar a segurança nacional e lutar contra os resíduos do terrorismo”.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *