Últimas

Brecha no sistema de traduções do Facebook não traz riscos aos usuários

A brecha no sistema de traduções do Facebook que permitiu um ataque de brasileiros na semana passada não apresenta riscos aos usuários.

Em consulta ao Olhar Digital, o estrategista de segurança da Symantec Alan Castro explicou que não há possibilidade de ataque ou forma maliciosa de contaminação. “Por isso, não acarreta risco de infecção”, afirmou ele, respondendo a uma questão levantada pela comunidade de tradutores brasileiros da rede social.

Reprodução
Na ocasião, um grupo agiu em massa para trocar um texto da rede social por mensagens personalizadas. O link que deveria estampar “Marcar todas como lidas” no topo do site foi substituído por coisas como “Na União Soviética, a Desciclopédia derruba o Facebook”.

“A alteração do nome do link não é uma ação que possa ser caracterizada como forma maliciosa”, esclareceu o especialista. “Trata-se mais de uma descaracterização do site.”

O Facebook informou ao Olhar Digital que não será mais possível fazer esse tipo de ataque. “Tomamos as medidas necessárias para reverter a situação, e estamos fazendo ajustes adicionais para ajudar a garantir que isso não aconteça novamente”, garantiu a empresa

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *