Últimas

Destruição no PR foi causada por tornado, diz instituto meteorológico

  • Evandro Artuzi/Rádio Onda Sul FM

    Casa fica bem danificada após tempestade em Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná

    Casa fica bem danificada após tempestade em Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná

O Sistema Meteorológico do Paraná (Simepar) confirmou no final da manhã desta terça-feira (14) que a destruição de uma comunidade rural na cidade de Francisco Beltrão, na região sudoeste do Estado, registrada às 19h de segunda-feira (13), foi causada pela formação de um tornado que provocou ventos com velocidade aproximada de 120 km/h.

O fenômeno atingiu a categoria F1 na escala Fujita, medida que classifica os tornados em seis categorias, de acordo com seu poder destrutivo e a velocidade dos ventos. De acordo com a medida adotada, ventos entre 117 km/h e 180 km/h podem fazer carros capotarem, arrancar telhados inteiros de casas e árvores da terra.

Em relato ao UOL, o capitão Eriksen Mafra, do Corpo de Bombeiros de Francisco Beltrão, contou que, durante ações de resgate de feridos, foram encontrados corpos de animais de grande porte – como cavalos, bois e vacas – mortos, árvores arrancadas do solo e veículos arrastados.

De acordo com a meteorologista do Simepar Sheila Paz, a conclusão sobre a formação do tornado foi possível com a análise de imagens, relatos de moradores e um estudo de dados coletados no radar meteorológico de Cascavel, que registrou detalhes sobre a tempestade na região. “Com um estudo detalhado desta tempestade, analisando a estrutura vertical, foi possível determinar a formação do tornado”, disse ela. Em Francisco Beltrão, a estação meteorológica do Simepar havia registrado apenas a ocorrência de  ventos de 55 km/h, durante a passagem do tornado.

A formação do tornado deixou 19 pessoas feridas e causou a destruição total de sete residências em uma comunidade rural, localizada no km 8. Na área urbana, cerca de 50 casas ficaram destelhadas nos bairros São Francisco, Cristo Rei e São Miguel.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *