Últimas

Em paródias com falas da presidente, Dilma canta reggae, metal e funk

Publicidade

A personalidade da presidente Dilma Rousseff, que tem fama de intransigente e fala em público com pouca eloquência, incentivou inúmeras paródias da internet.

Entre músicos e produtores de vídeo, a graça está em transformar a presidente em cantora, com auxílio de programas de edição de áudio como o Auto-Tune e o Melodyne, que permitem manipular o tom de gravações.

Dilma não está sozinha entre os governantes que passaram a ter uma carreira artística não intencional. O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, com quem a petista se encontrou em visita oficial, é parodiado sistematicamente.

1) SAUDAÇÃO À MANDIOCA

Dilma – Saudação à Mandioca (REMIX) – By Timbu Fun

A fraca oratória da presidente Dilma Rousseff que, em cerimônia com índios, saudou a mandioca e falou na “mulher sapiens”, foi editada e transformada em música.

Na composição “Saudação à Mandioca (Remix)”, a voz da presidente foi alterada para que a fala se encaixasse em notas musicais e no ritmo do reggae. O cumprimento especial à raiz virou o refrão da faixa.

O trabalho foi feito por dois profissionais do ramo de áudio –Eliel Gatti Robles e Ricieri Nascimento, donos de um estúdio de gravação em São Carlos (SP).

“Não temos aspiração política nenhuma, mas achamos o conteúdo da entrevista [coletiva de Dilma] fenomenal, é impossível não dar risada”, afirmou Robles. O vídeo com Dilma foi divulgado em um canal no YouTube que já conta com outros dois remixes que não estão relacionados a política.

2) PRESIDENTE METALEIRA

Vídeo

Com o trabalho de edição de dois irmãos, a presidente Dilma virou, em 2011, intérprete da música “Chop Suey”, da banda de metal americana System of a Down.

O hilário resultado, “System of a Dilma”, é a criação de Leonardo Bursztyn, vulgo DJ Faroff, e seu irmão Xandeley.

“Nós somos um projeto de mudança, projeto que tirou o Brasil da situação subalterna”, canta a presidente, acompanhada de guitarra, baixo, bateria e teclado.

3) BEJINHO NO OMBRO

DILMA ROUSSEFF CANTA #5 – BEJINHO NO OMBRO

Diferentemente dos colegas de YouTube que dão ritmo e tonalidade às frases que Dilma realmente disse, o produtor de mídia Guilherme Toledo opta por construir falas da presidente a partir de trechos de diversas entrevistas e pronunciamentos.

Toledo e seus colegas Daniel Santos e Bruno Felix já conseguem fazer com que a mandatária cantasse a letra de seis hits do funk: “Beijinho no Ombro”, da funkeira Valesca Popozuda; “Dança da motinha”, de MC Beth; “Piradinha”, de Gabriel Valim; “Show das Poderosas”, de Anitta; “Lepo Lepo”, de Psirico; e “Debochada”, de MC Bola.

Dois dias após a eleição de Eduardo Cunha à presidência da Câmara dos Deputados, o canal de Toledo acrescentou “Porque Homem Não Chora”, de Pablo, ao acervo da presidente.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *