Últimas

Etiene Medeiros conquista 1º ouro da história da natação feminina no Pan

Publicidade

A pernambucana Etiene Medeiros, 24, conquistou nesta sexta-feira (17) a medalha de ouro nos 100 m costas no Pan de Toronto.

Este é o primeiro título da natação feminina do Brasil em Jogos Pan-Americanos. Rebeca Gusmão, na Rio-2007, ganhou as provas de 50 m e 100 m livre, mas perdeu as medalhas posteriormente porque foi pega em exame antidoping.

Etiene completou a prova desta sexta em 59s61, novo recorde sul-americano e da competição.

“A natação feminina do Brasil está muito forte. Temos que acreditar mais nela”, afirmou Etiene.

É a segunda medalha da nadadora na competição. Ela já havia sido medalha de prata no revezamento 4 x 100 m livre, na terça-feira (14).

Etiene é a líder da nova geração feminina da natação brasileira. Em dezembro do ano passado, ela tornou-se a primeira mulher do país a se sagrar campeã mundial (em piscina curta, de 25 m), com um título nos 50 m costas –com direito a recorde mundial– em Doha.

“Me sinto realizada. Agradeço ao meu técnico [Fernando Vanzela] e à minha família por este ouro e pelo apoio. Confesso que estou meio aérea ainda. O tempo de 59 segundos é muito bom para o Mundial”, disse.

A coleção de medalhas dela no Pan pode continuar ainda na noite desta sexta, quando disputará a final dos 50 m livre.

A prata ficou com a norte-americana Olivia Smoliga (1min00s06) e o bronze com Clara Smiddy, também dos Estados Unidos (1min00s49).

100 m costas

O brasileiro Guilherme Guido faturou nesta sexta-feira a medalha de prata nos 100 m costas.

O paulista de 28 anos cravou o tempo de 53s35. O ouro foi do norte-americano Nicholas Thoman (53s20) e o bronze, de Eugene Godsoe (53s96) também dos Estados Unidos.

“Fiquei com gostinho de ouro na boca. Com esse tempo devo estar entre os melhores do mundo no ano [é o sexto]. Fiz mais festa pelo tempo do que pela prata”, afirmou o atleta.

É a primeira medalha de Guido na competição. Neste sábado (18), ele disputará o revezamento 4 x 100 m medley, no qual o time brasileiro é favorito ao ouro.

“No Mundial é nadar daí para baixo. Se nadar em 52 segundos, é medalha olímpica”, disse.

Guido havia sido o melhor das eliminatórias, pela manhã desta sexta, com o tempo de 54s04.

Jogos Pan-Americanos Toronto 2015 - 8º dia

CONFIRA AS MEDALHAS DO BRASIL NO PAN-2015

Crédito: Editoria de Arte/Folhapress

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *