Últimas

Flamengo evoluiu com Guerrero e Sheik. E não foi apenas em campo

Paolo Guerrero e Emerson Sheik estão na boca da torcida do Flamengo. A ex-dupla de ataque do Corinthians migrou para a Gávea e alcançou o sucesso esperado pela diretoria antes do previsto. A evolução técnica do time comandado pelo técnico Cristóvão Borges foi rapidamente percebida, assim como o crescimento nas vendas de camisas e nas adesões ao programa de sócio-torcedor.

Guerrero e Sheik entraram em campo juntos em três oportunidades e alcançaram 100% de aproveitamento – vitórias sobre Internacional (2 a 1), Náutico (2 a 0) e Grêmio (1 a 0). O peruano se destacou ainda mais, já que marcou um gol em cada jogo e caiu de vez nas graças da torcida.

A importância técnica da dupla ficou evidente na derrota por 3 a 0 para o Corinthians em pleno Maracanã. Fora da partida por conta de um acordo com a diretoria do ex-clube, Paolo e Emerson fizeram falta e escancararam a fragilidade da equipe para reagir em casa. O Rubro-negro demonstrou a dependência dos atletas e agora trabalha para minimizar o peso das futuras ausências por suspensões, lesões e convocações do camisa 9 para a seleção peruana.

O sucesso de Guerrero e Sheik ultrapassa as quatro linhas. Desde que as contratações foram confirmadas, a gestão Bandeira de Mello acompanhou o aumento na venda de camisas oficiais. De 1º de junho até 21 de julho, 18.454 modelos foram comercializados nas 56 lojas do clube espalhadas pelo país.

Destes exemplares, 35% saíram personalizados com nomes e números dos atacantes. O percentual é considerado elevado pelo executivo Marcelo Plaisant, responsável pelas lojas do Rubro-negro.

“A venda de produtos aumentou muito. Os dois praticamente respondem por toda a personalização de camisas com nomes dos jogadores. É um número excelente, já que alguns torcedores têm adotado o hábito de gravar frases de exaltação ao clube ou até os próprios nomes nas peças”, explicou Plaisant.

Além do sucesso com os uniformes, o programa de sócio-torcedor Nação Rubro-Negra bateu o recorde de adesões na última semana capitaneado pelas chegadas de Sheik e Guerrero. Foram mais de 10 mil novos sócios. O número fez o clube superar abril de 2014, quando tinha 64.019 participantes. Agora, o Flamengo orgulha-se da marca de 64.690 associados – até o fechamento da reportagem – e tem a certeza de que a vida pode ser bem melhor com duas referências na Gávea.

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *