Últimas

HQ de autor premiado vê o conflito de classes no país

Publicidade

O desenhista Marcello Quintanilha, 42, vive momento peculiar em sua carreira nos quadrinhos. Trabalhos dele foram impressos na Espanha e na França. A próxima parada será em Portugal, onde ele realizou, no mês passado, exposição no Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja.

Ao mesmo tempo, aqui no Brasil, soma três indicações no Troféu HQMix, principal do setor no país, e publica o inédito “Talco de Vidro”.

O álbum mostra o incômodo de uma dentista bem-sucedida, Rosângela, com a prima, de família pobre e simples. O estranhamento é pelo fato de a parente estar se dando bem financeira e afetivamente. Ambientada nos dias de hoje, a trama sugere tomar como base a (re)configuração da classe média.

“Em que pese o debate em torno da chamada ‘nova classe média’, a HQ aborda uma teia de relações cujas tensões se utilizam das premissas de distinção de classe e ascensão social como instrumentos de embate pessoal, cujo principal cerne é a aceitação de si mesmo”, diz o autor.

Divulgação
Historia em quadrinho "Talco de Vidro", de Marcello Quintanilha
Historia em quadrinho “Talco de Vidro”, de Marcello Quintanilha

Segundo ele, o título é uma metáfora dessa teia de relações, expressa na personagem principal. Natural de Nitéroi (RJ), ele escolheu a cidade para situar a história. A região é quase um personagem secundário, minuciosamente desenhado nos cenários da HQ, toda em preto e branco.

O nível de detalhamento na representação do município vem de memória. Desde 2002, o artista trocou o Brasil por Barcelona, na Espanha, onde vive com a esposa.

A mudança levou a novos trabalhos no exterior, também em quadrinhos. Quintanilha desenhou os sete volumes da série “Sept Balles pour Oxford” (sete balas para Oxford), publicada pela belga Le Lombard e inédita no Brasil. Os roteiros são do argentino Jorge Zentner e do espanhol Montecarlo.

As obras que agora chegam à Europa são autorais, já lançadas no Brasil. “Tungstênio”, impressa em 2014 pela Veneta, chegou à Espanha no fim do ano, com boa repercussão. A editora Polvo, de Portugal, anunciou a obra. França idem.

Os franceses lançaram neste ano outro trabalho do brasileiro, “Mes Chers Samedis”, tradução de “Sábado dos Meus Amores”, que, lançado aqui em 2009 pela Conrad, rendeu ao autor o Troféu HQMix de melhor desenhista.

Ele concorre uma vez mais nessa categoria na edição deste ano da premiação brasileira de quadrinhos. Foi indicado também como melhor roteirista e melhor edição especial nacional. Tudo por conta de “Tungstênio”.

Ainda não há data de divulgação dos vencedores.

TALCO DE VIDRO

Autor Marcello Quintanilha
Editora Veneta
Quanto R$ 59,90 (160 págs.)

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *