Últimas

Hugo Barra diz que acusação de que a Xiaomi roubou design da Apple é "melodrama"

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Apesar das inevitáveis críticas que todas as grandes empresas de tecnologia recebem, é inegável o surpreendente – porém compreensível – sucesso da Xiaomi, inclusive em terras brasileiras, onde a companhia já comemora os 10 mil dispositivos vendidos. Porém, entre as críticas, a Xiaomi é acusada de “roubar” o design dos produtos da Apple. Jony Ive ainda chamou a empresa chinesa de preguiçosa ao atacar a atitude de “se inspirar” no iPhone para criar seus aparelhos.

Uma das figuras por trás do sucesso da Xiaomi, está o carismático brasileiro Hugo Barra, que sentou-se com a entrevistadora do site Bloomberg para conversar a respeito de diversos assuntos, inclusive tais acusações de que a companhia chinesa roubou o design de Cupertino. Nessa questão, que não é abordada pela primeira vez pelo CEO, Barra foi direto e incisivo em seu ponto de vista e chamou as afirmativas da Apple de “melodrama”.

Todo este melodrama sobre cópia se resume a uma borda chanfrada em um modelo específico de telefone que havia no Mi 4, que as pessoas diziam que se parecia com o iPhone 5. E eu fui o primeiro a admiti-lo, sim, se parece com o iPhone 5, e esta borda chanfrada inclusive está presente em muitos outros dispositivos.

Após dizer que este “drama” está prestes a desaparecer, a entrevistadora perguntou se ele acha que o Mi Note se parece com o iPhone 6 Plus. A resposta de Barra: “é branco”. Ou seja, é fácil dizer que se parece com o aparelho da Apple. Hugo Barra já rebateu anteriormente, em 2014, as acusações da Apple, dizendo que ela teria se inspirado na linguagem de design da HTC.

Além de afirmar que o elemento “roubado” do design da Apple está presente em outros aparelhos, Barra também falou sobre o sistema operacional Android, e disse que torná-lo aberto foi uma das melhores decisões que a Google poderia ter feito, e que não faz sentido os fabricantes de telefone construírem o seu próprio sistema operacional. “Seria impossível obter seu nível de adoção a partir de um sistema operacional fechado. Ele não iria a lugar algum”, acrescentou.

Por fim, Barra reiterou posições anteriores de que a empresa acabaria por disponibilizar seus smartphones nos Estados Unidos. Porém, isso não vai acontecer por pelo menos um ano, e vai exigir “um monte de trabalho.” Ele basicamente repetiu o que disse anteriormente em junho. Vai exigir uma equipe significativa, uma grande infra-estrutura para suporte pós-venda, e muito mais.

Confira o vídeo da entrevista (em inglês):

[embedded content]

(atualizado em 16 de julho de 2015, às 19:05)

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *