Últimas

Joelhada voadora rende a Thomas Almeida R$ 158 mil e elogio de Mike Tyson

A bela joelhada voadora que Thomas Almeida usou para nocautear Brad Pickett rendeu bem mais do que a vitória do combate, que abriu o card principal do UFC 189, neste sábado (11). A organização o premiou com US$ 50 mil (cerca de R$ 158 mil), um dos bônus de performance da noite.

Mas Thominhas recebeu mais do que o prêmio generoso. Durante a coletiva de imprensa após as lutas, o presidente do UFC revelou um elogio do ex-pugilista Mike Tyson, que acompanhou o evento. “Tenho falado desse menino há duas semanas já. E o Tyson estava falando ‘Você não sabe o quanto o cara é bom até que alguém o coloque em águas profundas’. Esse é o teste e ele obviamente passou”, afirmou Dana White.

“Estou muito feliz. Desde quando eu era criança eu assistia às lutas do Tyson, o cara me fez começar a lutar. Estar lutando em Las Vegas, ainda tirar foto com ele e ele elogiar a performance da minha luta é maravilhoso”, definiu Thominhas, que reconheceu ter enfrentado dificuldades no início do combate.

“O Brad Pickett é um cara muito duro, tem a mão bem pesada. Demorei para entrar na luta e ficar confortável. Eu sabia que, quando ficasse confortável, eu ia nocautear ele”, disse. “Eu treino bastante esse golpe [a joelhada] na academia, mas tinha estudado o jogo dele, e sabia que ele ia cair bem confortável naquela situação”, explicou Thominhas.

Atual 14º colocado no ranking dos galos, o brasileiro afirmou que não pensa em um próximo adversário específico. “Sou um lutador do UFC, sou um funcionário. O que eles mandarem eu vou estar preparado, mas é aquilo também… Sou jovem, quero crescer, ter experiência e no futuro ter o cinturão”, concluiu. 

Outros prêmios

Os outros prêmios de US$ 50 mil (cerca de R$ 158 mil) foram para Conor McGregor, por performance da noite; e para Robbie Lawler e Rory MacDonald, que fizeram a luta da noite, muito elogiada por Dana White e considerada uma das melhores da história do UFC. Com sua vitória contra Chad Mendes, McGregror garantiu também o cinturão interino dos penas. Já Lawler manteve seu cinturão dos meio-médios, em sua primeira defesa do título.

UFC 189 – Sábado, 11 de julho de 2015

CARD PRINCIPAL
Cinturão interino dos penas: Conor McGregor nocauteou Chad Mendes a 4min57 do 2º round
Cinturão dos meio-médios: Robbie Lawler nocauteou Rory MacDonald a 1min do 5º round
Pena: Jeremy Stephens nocauteou Dennis Bermudez a 32s do 3º round
Meio-médio: Gunnar Nelson finalizou Brandon Thatch a 2min54 do 1º round
Galo: Thomas Almeida nocauteou Brad Pickett a 29s do 2º round

CARD PRELIMINAR
Meio-médio: Matt Brown finalizou Tim Means a 4min44 do 1º round
Meio-médio: Alex Garcia venceu Mike Swick por decisão unânime dos juízes
Meio-médio: John Howard venceu Cathal Pendred por decisão dividida dos juízes
Galo: Cody Garbrandt venceu Henry Briones por decisão unânime dos juízes
Mosca: Louis Smolka venceu Neil Seery por decisão unânime dos juízes
Leve: Cody Pfister venceu Yosdenis Cedeno por decisão unânime dos juízes

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *