Últimas

Jovem palestina afirma que resposta de Merkel foi justa

Reem Sahwil defende atitude de chanceler federal alemã. Adolescente refugiada chorou com discurso político de Merkel ao responder questão sobre drama pessoal.

A jovem palestina que chorou após a resposta da chanceler federal da Alemanha sobre a questão dos refugiados no país defendeu nesta sexta-feira (17/07) Angela Merkel. Em entrevista à emissora de televisão ARD, Reem Sahwil, de 14 anos, afirmou que considerou a resposta justa.

“Ela me ouviu, deu a sua opinião e eu acho isso justo. Agora eu vou ter que me conformar com a resposta e esperar que isso traga algo”, afirmou Reem.

A adolescente vive há quatro anos na Alemanha e fala perfeitamente alemão. Ela conversou com Merkel durante um encontro promovido pelo governo alemão na cidade de Rostock, chamado “Viver bem na Alemanha – o que é importante para nós”.

A jovem, que vivia no Líbano, falou sobre o seu sonho de estudar e também sobre o medo de ser deportada com a família. Ao questionar Merkel sobre a questão dos refugiados no país, Reem dividiu suas angústias e experiências ao formular a pergunta. A chanceler respondeu com argumentos políticos, que visivelmente nada serviram para diminuir o medo da menina.

A resposta levou a jovem às lágrimas. A chanceler aproximou-se da menina, passa a mão sobre sua cabeça e a elogiou. Diz que ela havia feito tudo “muito bem” numa situação difícil e que havia mostrado a que situação as pessoas podem chegar.

O apresentador, aparentemente constrangido, lembrou que não era esse motivo que levou a jovem às lágrimas. Merkel respondeu a ele, de forma firme, que entendeu do que se tratava. A situação constrangedora gerou um debate nas redes sociais. Muitos alemães criticaram a postura “insensível” da chanceler diante da jovem.

CN/dpa/ap/ots

Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *