Últimas

Justiça decreta prisão temporária de suspeito de matar homem no metrô

Publicidade

A Justiça do Rio decretou nesta segunda-feira (13) a prisão temporária (por 30 dias) do suspeito de matar a tiros um homem na estação de metrô Uruguaiana, no centro, na última sexta (10). A prisão foi decretada pela juíza Maria Isabel Pena Pieranti, do Plantão Judiciário.

Em pleno horário do almoço, em uma das estações mais movimentadas do metrô carioca, um assalto causou a morte do auxiliar de serviços gerais Alexandre de Oliveira, 46, e deixou Diogo Muinos, 34, ferido.

Segundo a concessionária Metrô Rio, três assaltantes participaram da ação. O suspeito, Edvardo Camelo Costa, é acusado do crime de latrocínio (roubo seguido de morte).

De acordo com os autos processuais, o irmão de Costa compareceu espontaneamente à delegacia policial e o reconheceu nas imagens captadas pelas câmeras do sistema interno de segurança do metrô.

A prisão temporária é pedida quando ainda não há evidências suficientes para se fazer o pedido da prisão preventiva. No caso de crimes hediondos (como estupro e sequestro), ela dura 30 dias prorrogáveis por outros 30.

Folhapress
Tiros disparados na estação Uruguaiana do Metrô, no Rio, deixaram um morto e dois feridos
Tiros disparados na estação Uruguaiana do Metrô, no Rio, deixaram um morto e um ferido

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *