Últimas

Ladrão de antiguidades devolve objetos após sentir que está sofrendo maldição



13/07/2015 – 20h17



Publicidade

Um ladrão de antiguidades cheio de remorso e certo de que tem sofrido alguma maldição em razão de seu furto devolveu duas bolas romanas de 2.000 anos a um museu israelense, noticiou nesta segunda-feira (13) a Autoridade de Antiguidades de Israel.

Na semana passada, funcionários do Museu das Culturas Islâmicas e do Oriente Médio de Beer-Sheva (sul de Israel) encontraram um saco com as duas bolas roubadas do sítio arqueológico da cidade antiga de Gamla, nas Colinas de Golã, e um pequeno bilhete deixado pelo ladrão anônimo.

“Aí estão duas bolas disparadas por catapultas a partir de Gamla, uma área residencial localizada no sopé da colina”, diz o bilhete divulgado pelo órgão.

EdoM/Wikimedia Commons
Sítio arqueológico de Gamla, nas Colinas do Golã
Sítio arqueológico de Gamla, nas Colinas do Golã

“Eu as roubei em julho de 1995 e, desde então, só me trouxeram problemas. Peço-lhes, nunca roubem antiguidades!”, aconselha o autor sem detalhar sua lista de desgraças.

De acordo com o órgão, cerca de 2 mil bolas semelhantes foram encontradas em Gamla. Os romanos as usaram contra os judeus que tentavam tomar a cidade localizada no topo de uma colina.

Esta não é a primeira vez que antiguidades roubadas são devolvidas em Israel, segundo a Autoridade de Antiguidades, que cita o exemplo de um residente de Tel Aviv que escondeu em seu quarto um caixão antigo antes de devolvê-lo ao descobrir sua “natureza mórbida”.





  • Últimas notícias 
  •  


Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *