Últimas

Manifestantes antichineses saqueiam consulado da Tailândia em Istambul

(2010) Ativistas uigures manifestam-se em Istambul contra a visita do premier chinês à Turquia. Foto: Bulent Kilic/ AFP
(2010) Ativistas uigures manifestam-se em Istambul contra a visita do premier chinês à Turquia. Foto: Bulent Kilic/ AFP

Istambul (AFP) – Mais de 200 manifestantes antichineses saquearam na noite desta quarta-feira o consulado da Tailândia em Istambul, depois que Bangcoc deportou supostamente um grupo de muçulmanos uigures – de língua turca – à China, indicou a imprensa local.

Os manifestantes, que respondiam ao apelo de uma associação de defesa desta minoria turcófona da China, entraram no edifício situado no bairro de Zincirlikuyu, na margem europeia da megalópole, destruindo a entrada e os vidros com pedras, segundo a agência Dogan.

Depois saquearam as instalações diplomáticas aos gritos de “Alá Akbar”.

A polícia agiu e deteve nove manifestantes, segundo Dogan.

Desde o início do Ramadã, várias cidades turcas acolheram protestos contra a política chinesa em relação à comunidade uigur.

O governo islamita-conservador de Ancara convocou na semana passada o embaixador da China para denunciar as restrições que, segundo ele, Pequim impõe aos uigures durante o Ramadã.

O governo chinês nega, por sua vez, estas acusações.

Em novembro de 2014, mais de 300 uigures chineses foram detidos na Tailândia com falsos passaportes quando tentavam fugir de seu país de origem.

A Turquia acolheu 173 pessoas deste grupo, mas as outras seguem supostamente na Tailândia, segundo Ancara.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *