Últimas

Mianmar condena 153 chineses à prisão perpétua por tráfico de madeira

Publicidade

Mianmar condenou à prisão perpétua mais de 150 chineses por tráfico de madeira, o que pode aumentar ainda mais as tensões com a China, que manifestou sua inquietação ante estas sentenças.

Um tribunal de Myitkina, no estado de Kachin, norte do país, condenou na quarta-feira (22) 153 adultos chineses à prisão perpétua, que em Mianmar equivale a 20 anos de prisão.

Dois menores foram condenados, por sua vez, a dez anos de prisão.

Ye Aung Thu/AFP
Funcionário caminha entre pilha de toras apreendidas em Mianmar
Funcionário caminha entre pilha de toras apreendidas em Mianmar

Os condenados “devem ser enviados à China o mais rápido possível”, declarou nesta quinta-feira (23) um porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores, Lu Kang.

Mianmar deve “tratar este assunto respeitando a lei”, acrescentou o porta-voz.

“Penso que a China entenderá” a decisão judicial, respondeu por sua vez Ye Htut, ministro birmanês da Informação, em declarações à agência de notícias AFP.

É necessário “colocar um fim à exploração madeireira ilegal”, acrescentou Ye Htut.

O grupo de chineses havia sido detido em janeiro durante uma operação contra o tráfico de madeira em Kachin, estado fronteiriço com a China.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *