Últimas

No aniversário da Livraria da Folha, veja seleção de livros com até 80% de desconto


22/07/2015

11h05


da Livraria da Folha

No mês em que completa seis anos, a Livraria da Folha deu início a uma série de promoções especiais. Abaixo, veja uma seleção de livros com até 80% de desconto e confira aqui a lista completa. A promoção é válida por tempo limitado ou enquanto durarem os estoques.

Em julho de 1945, a experiência Trinity, primeiro teste nuclear da história, inaugurava a era atômica. A tecnologia bélica desenvolvida foi usada pouco tempo depois em Hiroshima e Nagasaki, as duas cidades japonesas destruídas no fim da Segunda Guerra Mundial. O episódio foi narrado por Jonathan Fetter-Vorm em “Trinity”, HQ que apresenta o desenrolar da criação da bomba desde pesquisas científicas no século 19 até o seu uso nas cidades japonesas, em 1945.

Em “Manifesto do Nada na Terra do Nunca”, Lobão instiga o leitor a pensar por conta própria e tenta provar que é possível divergir com elegância. “Chumbo grosso envolto em nuvens de veludo”.

De Luiz Felipe Pondé, doutor em filosofia e colunista da Folha, “A Filosofia da Adúltera” reúne ensaios que exploram o lado mentiroso e covarde da humanidade. Uma investigação desapegada de um método, uma conversa do autor com seus próprios fantasmas.

Em “Amor e Matemática”, Edward Frenkel conta como a paixão de pela matemática o tirou de uma União Soviética hostil aos objetivos acadêmicos de um jovem judeu e levou-o a tornar-se um dos mais importantes pesquisadores do mundo.

Na biografia “Man on the Run: Paul McCartney nos Anos 1970”, Tom Doyle narra um dos períodos menos conhecidos e mais conturbados da vida do músico: a depressão pelo término dos Beatles. Por meio de registros históricos e entrevistas feitas pessoalmente com o músico, a biografia retrata a década em que McCartney precisou superar o passado, redescobrir seu talento e seguir em frente.

Quando o assunto é o Holocausto, a história de Anne Frank é uma das primeiras que vêm à mente. Porém, memórias sobre os horrores provocados pelos nazistas foram compartilhadas por diversas vítimas e sobreviventes. Em “As Meninas do Quarto 28”, Hannelore Brenner reúne relatos de Helga, Flaka, Zajicek, Marta, Judith, Eva e Handa, sobreviventes do Quarto 28 do Abrigo para Meninas de Theresienstadt.

Em “Mussum Forévis”, o biógrafo Juliano Barreto retrata o artista como boêmio e palhaço que ficou conhecido na TV, mas também como um profissional persistente e disciplinado.

No livro “Como Jesus se Tornou Deus”, Bart D. Ehrman separa os eventos históricos das questões da teologia e da fé cristã para investigar o processo ideológico que fundamentou a dupla natureza de Cristo.

Em “Freud com os Escritores”, Edmundo Gómez Mango e J.-B. Pontalis examinam a relação do pai da psicanálise com grandes autores, como Shakespeare, Goethe, Schiller, Dostoiévski, Thomas Mann e Stefan Zweig, apresentando a influência da literatura nos conceitos psicanalíticos e no pensamento freudiano.


+ Conteúdo

+ Ofertas



Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *