Últimas

Parque do Ibirapuera ganhará 6,5 mil m² após obras

Na primeira grande intervenção do Parque do Ibirapuera desde 1970 – exceto a construção do auditório, em 2005 -, dois equipamentos do conjunto vão ganhar uma ligação direta, um estacionamento será reformulado e os deficientes visuais terão uma via com piso tátil. Além disso, o gradil que contorna o parque na região das Avenidas Pedro Álvares Cabral e 23 de Maio está sendo deslocado, “levando” para dentro a área verde externa ao Ibirapuera. Após as obras, o jardim aumentará 6,5 mil metros quadrados. 

Tais melhorias, com custo estimado em pouco mais de R$ 600 mil, foram viabilizadas pela iniciativa privada. Trata-se de uma contrapartida firmada com a Prefeitura pela exposição de decoração Mostra Black, cuja edição 2015 foi realizada na Oca e encerrada no dia 21 de junho. Toda a obra deve ser entregue em maio do ano que vem. 

A primeira etapa das obras do parque, patrocinada e executada pela empresa D2F Engenharia, já foi iniciada. Consiste justamente na transferência dos gradis e na interligação da Oca com o auditório, que terá pisos táteis. Para tanto, os investimentos serão de R$ 300 mil. “Nossa previsão é entregar essa fase dentro de um mês”, afirma o diretor da empresa de engenharia, Daniel Fazenda Freire. 

Dentro de quatro meses, a segunda fase deve ser iniciada, sob o patrocínio da organização da Mostra Black e com execução da mesma empresa de engenharia. Aí o estacionamento será reformulado e o espaço passará a contar com área de embarque e desembarque de táxi. Também será feita a instalação de um bicicletário. 

Em nota, a empresa de engenharia detalhou que o projeto, oficialmente batizado de Racionalização do Acesso de Pedestre – Portão 2 – Parque Ibirapuera, foi desenvolvido pelo Museu da Cidade, órgão subordinado à Secretária Municipal de Cultura. “Ele tem por objetivo organizar os diferentes fluxos de circulação (pedestres, ciclistas, motocicletas, veículos privados, táxi, ônibus e veículos carga e descarga) que hoje compartilham a saída pelo portão 2 do Parque do Ibirapuera, tendo como efeito imediato melhorar a acessibilidade de pedestres ao parque, à Oca, à marquise e ao auditório”, informa ainda a empresa de engenharia.

História

A ideia de criar um parque no local, originalmente um grande pântano com aldeia indígena fundada pelo padre José de Anchieta, data de 1920, quando a Prefeitura fez os primeiros investimentos na região. Inaugurado em agosto de 1954 – ano das comemorações do 4º Centenário de São Paulo -, o Parque do Ibirapuera, projetado por Oscar Niemeyer, tornou-se a mais importante e efervescente área verde paulistana. 

Aos fins de semana, o número de frequentadores chega a 150 mil, vindos de todas as regiões da cidade para aproveitar os 1,5 milhão de metros quadrados no coração de São Paulo. Pesquisa realizada em 2014 por usuários do site TripAdvisor apontou o Ibirapuera como o oitavo melhor parque do mundo.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *