Poderia Qualcomm se aliar à Intel para salvar o mercado de chipsets da companhia?

Da Redação do site Tudocelular.com.br

No início desta semana vimos uma notícia sobre a Qualcomm estar considerando uma divisão de negócios em vários setores da empresa. Jana Partners é o principal acionista da empresa a incentivar a companhia a quebrar o negócio de forma a agregar valor para o mesmo. Se a Qualcomm realmente decidir dividir o seu negócio – não que isso realmente irá acontecer – uma das fabricantes de chips do mercado que poderia ter interesse na parte de desenvolvimento de chipsets seria a Intel.

Timothy Arcuri, analista da Cowen and Co, disse que este seria “o negócio de chips para terminar todas as ofertas de chipsets.” O acordo poderia permitir que Intel aumente suas vendas de smartphones e permitindo a empresa expandir seus negócios no elevado crescimento chinês e, em última análise, também no mercado indiano. Intel poderia ser a fabricante de processadores da Qualcomm usando suas próprias fábricas, o que poderia salvar o negócio combinando uma quantidade considerável de dinheiro. O negócio de chips móveis da Qualcomm está estimado entre US$ 30 a US$ 40 bilhões. Outro pretendente vinculado é um consórcio apoiado pelo governo chinês e Samsung.

Por que a Qualcomm poderia estar considerando uma divisão da empresa? Ter vários setores separados ficará mais fácil ter parcerias com outras empresas, além de facilitar a fusão entre diferentes negócios e alavancar a produção de novos componentes. Qualcomm vem perdendo mercado com o problemático Snapdragon 810, enquanto Samsung e MediaTek seguem seu próprio caminho. Ter uma grande fabricante de processadores ao seu lado, como a Intel, a fusão poderia ser benéfica para ambas. Cada vez mais fabricantes estão adotando soluções da MediaTek, e tanto a Qualcomm quanto a Intel desejam impedir que isso continue acontecendo.

No entanto, nem todos os analistas da Qualcomm concordam com esta divisão da empresa. Alguns acreditam que a longo prazo a companhia poderia ter ainda mais prejuízo quando as suas concorrentes começarem a passá-la em ganhos de participação de mercado. Atualmente, as taxas de licença da Qualcomm são utilizadas para financiar a pesquisa e desenvolvimento de novos designs de chips. Para que o negócio continue próspero, ela precisa buscar financiamento, seja através de uma empresa parceria, ou no desenvolvimento de novas tecnologias que sejam adotadas pelas principais fabricantes do mercado.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *