Últimas

Polícia dos EUA busca motivação para ataque em Tennessee

WASHINGTON, 17 JUL (ANSA) – Investigadores norte-americanos tentam identificar a motivação do atentado cometido por um jovem de 24 anos, ontem (16), contra centros militares em Chattanooga, no Tennessee, que matou quatro fuzileiros navais. Armado, Mohammod Youssuf Abdulazezz invadiu um escritório militar em um shopping de rua e, depois, o Centro da Reserva da Marinha, a 10 quilômetros de distância. Outras três pessoas ficaram feridas na ação. O atirador foi morto pela polícia. As autoridades norte-americanas descartaram logo de início possíveis ligações com terrorismo, pois o nome do jovem não constava na lista do FBI. No entanto, o jornal “The New York Times” publicou que o pai de Abdulazezz já foi investigado por supostas atividades com organizações estrangeiras radicais. Abdulazezz também possuía um blog, no qual chegou a publicar dois textos em 13 de julho sobre o Islã. No ano passado, ele fez uma viagem à Jordânia e passou meses no país. A polícia tenta descobrir se o jovem estabeleceu contatos com terroristas ou se foi inspirado a cometer um ataque quando voltasse aos Estados Unidos. De acordo com a especialista em monitoramento em terrorismo do portal SITE, Rita Katz, uma conta no Twitter ligada ao grupo Estado Islâmico (EI, ex-Isis) celebrou o tiroteio em Chattanooga, mas ninguém assumiu a autoria. O ataque no Tennessse ocorre em um momento em que as autoridades dos EUA e as europeias temem ações de “lobos solitários”. (ANSA) Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.
Fonte: Bol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *