Últimas

Satoru Iwata reergueu Nintendo com foco em 'jogador comum'

Publicidade

Satoru Iwata, que morreu no sábado (11), foi o responsável por levar a Nintendo de volta ao topo do mercado de games. Ele foi presidente-executivo da companhia japonesa por 13 anos.

Tendo feito carreira como desenvolvedor, era um dos poucos executivos da indústria de jogos eletrônicos com experiência na criação de games. Por também jogá-los, Iwata levou a Nintendo por um caminho diferente desde que assumiu a presidência, em 2002.

Em vez de apostar em jogos com gráficos de última geração e consoles cada vez mais potentes, o presidente decidiu desenvolver games com maior apelo aos jogadores causais, que não passavam horas e horas todos os dias na frente da tela.

Nesse caminho de tentar atrair novos jogadores, lançou em 2004 o Nintendo DS, um console portátil com duas telas, sendo uma sensível ao toque.

Um dos primeiros jogos a fazer sucesso no DS foi “Brain Age”, que estimulava os jogadores a manter o cérebro afiado ao resolver simples problemas de matemática. O game foi ideia de Iwata.

Ric Francis/Associated Press
Satoru Iwata comandou a Nintendo no lançamento do DS e do Wii
Satoru Iwata comandou a Nintendo no lançamento do DS e do Wii

Dois anos depois, a Nintendo lançou o Wii. Com um controle revolucionário, que captava o movimento dos jogadores para mover os personagens, o console, substituto do rejeitado GameCube, foi mais vendido que os concorrentes PlayStation 3 e Xbox 360.

O sucesso do Wii fez com que a empresa japonesa triplicasse a receita do período anterior a Iwata na presidência.

O Wii U, porém, não conseguiu manter o mesmo sucesso do antecessor. A Nintendo foi perdendo receita até fechar 2014 no vermelho.

Foi o suficiente para que Iwata buscasse uma solução mais radical. Já sofrendo com problemas de saúde, o presidente da Nintendo cedeu à pressão de investidores e anunciou em março que a empresa entraria no mercado de jogos para celulares e tablet.

A Nintendo havia mantido firme na posição de só desenvolver jogos para os próprios videogames.

Iwata também fechou uma parceria com a Universal Parks & Resorts para ter os personagens da Nintendo nos parques da empresa.

Antes de assumir a presidência da Nintendo, comandou o estúdio HAL, criador do sucesso “Super Smash Bros”, que incluia os principais personagens da empresa, como Mario, Yoshi, Link e Pikachu, em uma arena de duelos. Também foi consultor no desenvolvimento de “Pokémon”.

Além de ter levado a companhia ao lucro por diversos anos, Iwata era popular com os fãs da Nintendo pelo senso de humor, por sempre aparecer em comerciais e por conhecer os jogos que sua empresa criava.

Ele foi o primeiro presidente da Nintendo que não fez parte da família Yamauchi, fundadora da corporação em 1889, no ramo de jogos de cartas.

Após a Nintendo anunciar a morte de seu presidente, na noite deste domingo (12), em razão de tumores nos canais biliares, Iwata recebeu homenagens de seus concorrentes.

“Obrigado por tudo, sr. Iwata”, escreveu a conta oficial do PlayStation no Twitter.

“Um começo de semana incrivelmente triste. Descanse em paz, Satoru Iwata. Você tinha o respeito de um mundo de gamers, incluindo de todos nós”, postou a Rare, estúdio inglês parceiro da Microsoft e que durante muitos anos trabalhou para a Nintendo.

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *