Últimas

Sergio Hondjakoff, o Cabeção de ‘Malhação’, se diz ‘tristinho’ por não ser lembrado e diz que não faz sexo há um ano

Sergio Hondjakoff não se diz ressentido por ter sido preterido nas comemorações dos 20 anos de “Malhação”. Mas assume: “Fico tristinho por não se lembrarem de mim”. Afinal, até hoje ele é chamado — e meio que confunde sua personalidade com a — de Cabeção, que viveu durante cinco anos, só perdendo em permanência na novela para André Marques, o Mocotó.

É com o nome do personagem que ele, aos 30 anos, vem tentando trilhar, ainda com dificuldade, os caminhos da música. Se uniu ao funkeiro Dino Boyer e lançou a música, “Paulistinha”, para enaltecer as mulheres do lado de lá da ponte aérea. “Temos feito alguns shows”, conta ele, que no mês de junho só fez um.

Dino Boyer e Cabeção: dupla gravou o clipe de “Paulistinha”.
Dino Boyer e Cabeção: dupla gravou o clipe de “Paulistinha”. Foto: Ana Carolina Cotia Marques – Retratos da Vida – Infoglobo

Sergio não conheceu uma paulista nem está apaixonado. Aliás, diz que anda achando tudo meio estranho. “Hoje em dia, todo mundo só quer saber de pegação. Você vai às festas e as meninas ficam com cinco numa noite. Até já fiz parte disso, mas não é a minha”, analisa ele, que não namora desde 2008.

Sem contrato ou projetos futuros na TV, ele vem se virando, mas diz que conseguiu guardar dinheiro. Há pouco tempo, fez um comercial de chicletes, que brinca com o fato de ele estar na geladeira. “Não me sinto sacaneado. Talvez não devesse ter pedido para sair de ‘Malhação’. Mas estava de saco cheio”, observa o ator, que mora com o pai num apartamento próprio.

Há três meses, ele vem penando ainda com uma dor no pulso após o terceiro tombo sério no skate. “Isso me atrapalhou a malhar. Estava até com um corpo legal, cheguei a postar umas fotos mais sensuais. Sabe que eu acho que mulher gosta desse negócio de braço forte?”.

O lamento tem lá sua razão. Assim como não namora há um certo tempo, Serginho sublimou o sexo. “Acho que desde o ano passado não faço nada. Estou focado no meu autoconhecimento”.

Sergio Hondjakoff e o parceiro Dino Boyer.
Sergio Hondjakoff e o parceiro Dino Boyer. Foto: reprodução / instagram

Serginho tenta a carreira agora no funk.
Serginho tenta a carreira agora no funk. Foto: reprodução / instagram

Fonte: Jornal Extra (http://extra.globo.com)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *