Últimas

Sistema Cantareira mantém nível de água pelo 2º dia consecutivo

Mesmo após chuva de 5,1 milímetros nas últimas 24 horas, o nível do Sistema Cantareira neste domingo, 26, ficou estável em 18,8% pelo segundo dia consecutivo, mostra boletim da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp). O volume do manancial, que atende a cerca de 5,2 milhões de pessoas, considera as duas cotas do volume morto em relação ao volume útil do sistema.

Pelo cálculo que leva em conta o volume armazenado dividido pela soma do volume útil com as duas cotas de reserva técnica, o sistema também ficou estável em 14,6% pelo segundo dia seguido. Já considerando o índice negativo do sistema, que passou a ser divulgado pela Sabesp em 16 de abril deste ano, após determinação judicial, o nível do Cantareira subiu, ao passar de -10,5% no sábado para -10,4% neste domingo.

O Sistema Cantareira, considerado o principal manancial de abastecimento do Estado de São Paulo, enfrenta os efeitos da pior seca de sua história

Guarapiranga
Atualmente, o responsável por abastecer o maior número de pessoas na capital paulista e na região metropolitana, em razão da crise no Cantareira, é o Guarapiranga, cujo nível registrou alta de 0,3 ponto porcentual, passando a operar com 77 1% da capacidade. A alta veio após chuva de 14,8 milímetros na região entre este sábado, 25, e domingo, o que elevou a pluviometria acumulada no manancial em julho para 88,2 milímetros, acima da média histórica do mês (42,1 mm).

Com exceção do Alto Cotia, cujo nível ficou estável em 63,1% neste domingo pelo segundo dia consecutivo, todos os outros mananciais monitorados pela Sabesp registraram aumento em seus volumes neste domingo. Após chuvas de 13,8 milímetro, o nível Alto Tietê subiu de 18,4% para 18,5%, enquanto o Rio Grande passou de 89,6% para 90%, depois de chover 13 milímetros na região. No Sistema Rio Claro, a alta foi de 0,6 ponto porcentual para 72,3%, após precipitação de 27,6 milímetros.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *