Últimas

Trama densa revela jovem promessa da literatura brasileira

Publicidade

“O Frágil Toque dos Mutilados”, de Alex Sens, que recebeu o Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura de 2012, é um romance denso.

Lento no início, puxa o leitor para dentro da trama à medida que vai revelando elementos caracterizadores dos personagens.

Divulgação
O escritor Alex Sens, autor de "O Frágil Toque dos Mutilados".
O escritor Alex Sens, autor de “O Frágil Toque dos Mutilados”.

Toda a história se passa em 28 dias; cada capítulo corresponde a um dia.

Todavia há uma ruptura: a introdução, parte do capítulo 28, bastante opaca, só se torna compreensível no final. Um epílogo se passa 421 dias antes de a intriga ter início.

A protagonista é Magnólia, que chega com o marido Herbert para passar as férias de julho na casa de seu irmão Orlando, à beira-mar; a outra irmã, Elisa, é convidada a vir se juntar a eles, causando uma surpresa desagradável para Magnólia.

Os três irmãos são bastante desequilibrados, na iminência de uma catástrofe. Magnólia deixa de tomar seus remédios, o que exacerba os sintomas de um comportamento “borderline”.

Orlando, em tratamento contra o alcoolismo, pode ter uma recaída a qualquer hora. Sara, a mulher dele, se afogou há mais de um ano.

As fraquezas de Elisa são reveladas mais para o final do romance. Os três interagem com outros três irmãos da vizinhança: Laura, Lourenço e Tadeu.

Há, ainda, três crianças: Thomas, Muriel e Alister.

O fato de Herbert preparar um ensaio sobre “As Ondas”, de Virginia Woolf, faz todo sentido, pois o romance de Alex Sens se constrói em diálogo com o de Woolf: linguagem imagética, comparações inusitadas, autoanálise dos personagens.

O mundo interior e a paisagem natural são mais presentes do que o mundo social. A cidade, provavelmente no sul, já que faz frio, não é nomeada; a viagem de trem é surpreendente, pois (quase) não há trens no Brasil.

Se o romance de Woolf se passa ao longo de toda a existência de seis personagens, no de Sens o tempo é compactado, todas as tensões explodem em um único mês, ainda que estivessem maturando desde a infância.

O jovem escritor, nascido em 1988, é uma boa promessa na literatura brasileira.

O FRÁGIL TOQUE DOS MUTILADOS
AUTOR: ALEX SENS
EDITORA: AUTÊNTICA
QUANDO: R$ 42 (416 PÁGS.)

Fonte: Folha de São Paulo
www.folha.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *