Últimas

Última aventura de cão com câncer terminal conquista a Internet

Estados Unidos – Em uma consulta ao veterinário, Neil Rodriguez recebeu a triste notícia de que seu cão Poh tem câncer terminal, mas ao invés de ficar apenas triste resolveu que o amigo de quatro patas teria a melhor qualidade de vida nos seus últimos dias. Junto com sua noiva, Rodriguez, de Nova York, nos EUA, decidiu pegar Poh e “cair na estrada”, registrando todos os passos da viagem em uma conta em uma rede social.


Cão Poh foi diagnosticado com múltiplos tumores, mas viu seu tempo de vida aumentar ao viajar com dono

Foto:  Reprodução Instagram @pohthedogsbigadventure

O veterinário do animal encontrou um tumor em seu fígado do tamanho de uma bola de softball e outros múltiplos em seus rins. “Nós tínhamos uma escolha: ou esperávamos pelo inevitável em casa ou tentávamos dar a ele uma última aventura”, contou Rodriguez à “NBC”.

“O que seria melhor do que levá-lo a um passeio na praia, para tirar uma soneca no sol sentindo a brisa em seus ouvidos”, disse Rodriguez.

Poh, que é parte pit bull, parte labrador, foi resgatado de um abrigo para animais. Ele já posou na Casa Branca, em São Francisco, Las Vegas e outros lugares ao longo da costa da Califórnia.

O plano foi realmente a melhor escolha, pois melhorou tanto a qualidade de vida do animal que Poh, inclusive, ultrapassou sua expectativa de vida desde o diagnóstico. O cão já viaja há quatro meses com os donos.


Rodriguez levou Poh para visitar diversos lugares desde que foi diagnosticado com câncer terminal

Foto:  Reprodução Instragram @pohthedogsbigadventure

“Ele é um sobrevivente”, contou Rodriguez sobre Poh, acrescentando que a viagem animou o espírito do animal. Poh já tem mais de 110 mil seguidores no Instagram e Rodriguez usa o espaço para incentivar outras pessoas a adotarem cães abandonados.

“Amo meu cachorro como alguém ama um membro de sua família, como se ama um filho”, disse Rodrigues. “Amo meu cão infinitamente”, declarou o dono, que preferiu se concentrar na jornada e não no fim da linha.

Originalmente matéria publicada no Jornal O Dia (http://odia.ig.com.br)

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *