Últimas

Vândalos provocam incêndio e destroem três salas de aula em escola de Sirinhaém

A falta de segurança e de um sistema de monitoramento por câmeras pode ter sido responsável por uma ação de um grupo de vândalos que culminou com um incêndio na Escola Estadual Dr. Eurico Chaves, em Sirinhaém, na Zona da Mata Norte, na madrugada deste sábado. Segundo informações de um funcionário da escola, que não quis se identificar, o incêndio começou por volta das 0h30 de hoje e destruiu três salas de aula. Não houve feridos na ação delituosa.

De acordo com as informações passadas pelo funcionário, através do Whatsapp do Diario, os vizinhos da escola chamaram a polícia e o diretor da unidade escolar após o início das chamas. A própria população ajudou a conter o fogo, do contrário os prejuízos poderiam ter sido maiores. O alastramento das chamas foi facilitado por que o material das divisórias das três salas destruídas é feito de PVC, que é inflamável.

É provável que o incêndio tenha sido premeditado. Na última segunda-feira, um grupo de criminosos, que pode ter ligação com a ação de hoje, segundo o funcionário, invadiu a escola e deixou um rastro de destruição: banheiros, bebedouros e cadeiras de algumas salas foram quebrados, além do roubo de alguns computadores do laboratório de ciências da escola. Um detalhe chama atenção na ação dos criminosos, na semana passada: uma pichação em um das paredes da escola com a palavra “Voltaremos”.

A reportagem do Diario entrou em contato com a Polícia Militar de Sirinhaém para saber mais informações sobre o incêndio e se há suspeitos do crime. Obteve a informação de que os dois crimes, o da semana passada e o de hoje, podem ter ligações, mas não há certeza. A PM, juntamente com a Polícia Civil do município, continua as investigações. A reportagem também tentou falar com o delegado da cidade, mas as chamadas para a Delegacia de Polícia da cidade não foram atendidas.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *