Últimas

AIE eleva previsão de crescimento da demanda global por petróleo em 2015

A demanda global por petróleo está avançando no ritmo mais forte em cinco anos, impulsionada pela queda do preço da commodity para menos de US$ 50 por barril, afirmou a Agência Internacional de Energia (AIE).

Em relatório mensal divulgado hoje, a AIE previu que a demanda mundial crescerá 1,6 milhão de barris por dia (bpd) neste ano, o que representa uma revisão para cima de 200 mil bpd em relação à estimativa anterior. Para 2016, a entidade prevê expansão de 1,4 milhão de bpd na demanda.

Segundo a AIE, que fornece consultoria sobre energia a países industrializados, os consumidores estão respondendo à queda nos preços do petróleo, enquanto as perspectivas macroeconômicas estão melhores do que o esperado.

“A queda do petróleo para menos de US$ 50 por barril, de dígitos triplos há um ano, levou a demanda a reagir mais rapidamente do que a oferta”, comentou a AIE. “Neste cenário, muitos participantes da indústria petrolífera adotaram um novo mantra – ‘mais baixo por mais tempo’.”

O documento da AIE veio após a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) também ter elevado ontem suas projeções de consumo. De acordo com o grupo, a demanda global deverá crescer 1,38 milhões de bpd em 2015, 90 mil bpd a mais do que se estimava anteriormente. A Opep tem prometido manter sua produção elevada, apesar do declínio nos preços do petróleo, para que possa enfrentar a concorrência, em especial dos EUA.

Na avaliação da AIE, a produção de países que não pertencem à Opep deve diminuir do recorde de 2,4 milhões de bpd em 2014 para 1,1 milhão neste ano. Para 2016, a projeção é de redução de 200 mil bpd, com a Rússia se responsabilizando pela maior parte do recuo. Já nos EUA, a produção deverá aumentar cerca de 190 mil bpd no próximo ano, diz a agência.

“Embora um reequilíbrio tenha certamente começado, o processo provavelmente será prolongado, uma vez que o excesso de oferta deverá persistir ao longo de 2016, o que sugere que os estoques vão se ampliar mais”, disse a AIE.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *