Últimas

Gaúcha se forma em Direito aos 86 anos

Dona Coruja (segunda da fileira de baixo, da esquerda pra direita) e sua turma de Direito na universidade. (Foto: Arquivo Pessoal)
Dona Coruja (segunda da fileira de baixo, da esquerda pra direita) e sua turma de Direito na universidade. (Foto: Arquivo Pessoal)

Dos 21 concluintes de uma turma de Direito da Universidade La Salle de Canoas, no Rio Grande do Sul, a aposentada Maria Francisca Coruja será a mais velha. Aos 86 anos, “Dona Coruja” está prestes a concluir a segunda graduação – a primeira foi em Ciências Biológicas, tendo feito pós em pedagogia. O próximo passo de dona Maria Francisca após se formar é a aprovação no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). 

Dona Coruja perdeu o marido em 1997 e a mãe em 2009. Foi então que decidiu voltar aos estudos como uma maneira de ocupar a mente, superar a solidão e tentar esquecer a tristeza pelas perdas. 

Aprendeu a ler com o pai, que era professor, e entrou na escola já alfabetizada, aos cinco anos. Desde então nunca parou. Dona Coruja trabalhou por 35 anos no magistério, aposentando-se em 1983. Em seu retorno ao mundo acadêmico, a aposentada pretende trabalhar, após o exame da OAB, com a terceira idade, ajudando “vovozinhas e vovozinhos que precisam”. 

A dedicada aluna, durante os seis anos de graduação, sempre se comprometeu com os estudos. Ia todos os dias às aulas de ônibus ou trem, em um percurso de 45 minutos. Somando o tempo em casa e na universidade, dona Coruja estuda entre 10 e 12 horas por dia. 

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *