Últimas

Microsoft está ensinando um robô a ter senso de humor

A revista New Yorker está trabalhando com a Microsoft para ensinar um robô a ter senso de humor. E a iniciativa já apresentou resultados animadores.

A ideia pode aliviar o trabalho do editor de quadrinhos Bob Mankoff. Desde 2005 a revista publica um desenho em preto e branco sem legenda a cada edição, então os leitores enviam sugestões e a mais engraçada é incluída na edição seguinte. Bob conta com assistentes para ajudar na seleção, mas acaba sendo obrigado a substituí-los constantemente, pois o trabalho desgasta o julgamento dos profissionais. E é aí que entra a máquina.

No ano passado, a pesquisadora Dafna Shahaf começou a alimentar um sistema com desenhos e legendas da New Yorker para treiná-lo na busca pelas melhores combinações. Isso inclui fazer com que a máquina compreenda figuras de linguagem, sarcasmo e outros artifícios do humor. E, como o computador está habituado a fotos e não desenhos, a cada entrada foi necessário explicar o contexto da imagem e suas anomalias.

Segundo a Bloomberg, em média, todas as escolhas favoritas dos editores aparecem em 55,8% das opções apresentadas pela inteligência artificial, o que significa que graças à máquina seria possível deixar de verificar cerca de 2,2 mil correspondências. “Em média, nós economizamos 50% da sua carga de trabalho”, disse Dafna à Bloomberg.

O sistema ainda não está totalmente pronto para ser implementado, mas o próprio Bob Mankoff, que costuma publicar desenhos apocalípticos a respeito da inteligência artificial, se mostrou empolgado com o que viu. Todos ganhariam, pois enquanto ajuda a revista a Microsoft melhora uma programação que pode ser reaproveitada em vários produtos, incluindo o tradutor do Skype e a Cortana.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *