zé roberto

Técnico da seleção, Zé Roberto avisa: “EUA estão à frente dos outros times”

Em Maceió, tricampeão olímpico vê as americanas como prováveis finalistas nos Jogos do Rio de Janeiro, mas garante: “Estamos trabalhando para chegar também”

 

O caminho é longo e exige muita dedicação de jogadoras e comissão técnica. O objetivo de chegar ao degrau mais alto nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro, é quase uma obsessão para a seleção feminina de voleibol. Acostumado a grandes conquistas, o tricampeão olímpico José Roberto Guimarães vê possibilidades de colocar mais uma medalha de ouro no peito, no entanto, alerta sobre a força de um adversário.

– Os Estados Unidos hoje está à frente de todas as equipes do mundo. Seja do Brasil, da Rússia, da Sérvia, da China… Nós precisamos trabalhar muito para chegar no nível que os Estados Unidos estão hoje. Ganharam o Pan-Americano, ganharam o Grand Prix, nas categorias de base perdeu o sub-19, mas é um país que está fazendo um bom trabalho no voleibol e, pra mim, é o time a ser batido – destacou o treinador, ainda em Maceió, após os amistosos contra a Bulgária.

Apesar de estar atrás das americanas, o Brasil, segundo Zé Roberto, trabalha duro para se manter entre as seleções de mais alto nível nas competições mundiais. Ele revelou qual o segredo do sucesso.

– É trabalho e preparação. O carinho com que a gente trabalha e observa o futuro do voleibol brasileiro. A nossa responsabilidade de estar representando o nosso país, de formar sempre gerações e trabalhar forte com elas. A maior perspectiva agora são os Jogos Olímpicos do Brasil. A gente sabe que vai ser muito difícil, o time é bicampeão olímpico e a gente precisa continuar trabalhando forte. Nós temos os Estados Unidos à frente, devem chegar à final, e nós precisamos nos preparar muito bem para chegar a uma decisão para jogar contra o time deles. E tudo pode acontecer.

Em Maceió, a seleção de vôlei disputou dois amistosos na semana passada contra a Bulgária, no Ginásio do Sesi. Sobrou em quadra. Sem muitas dificuldades, bateu a seleção europeia duas vezes por 3 sets a 0 (veja abaixo os melhores momentos).

 

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *