Últimas

Milhões fazem greve contra reformas do governo na Índia

Sindicalistas protestam em Bangalore contra a política econômica do governo . Foto: Manjunath Kiran/AFP Photo
Sindicalistas protestam em Bangalore contra a política econômica do governo . Foto: Manjunath Kiran/AFP Photo

Nova Délhi (AFP) – Milhões de trabalhadores indianos se somaram nesta quarta-feira à greve contra as reformas econômicas do governo de Narendra Modi, denunciadas pelos sindicatos como uma ameaça de demissões em massa.

O sindicato India Trade Union Congress cita 150 milhões de trabalhadores em greve, embora este número não tenha sido confirmado por uma fonte independente.

A greve, a maior em mais de dois anos, afeta em particular os bancos públicos e os setores da mineração, indústria e transportes.

A greve transcorre sem incidentes na maioria das cidades, mas ocorreram confrontos entre a polícia e manifestantes no estado de Bengala Ocidental, que tem longo histórico de lutas sindicais.

Modi chegou ao poder em maio de 2014 com a promessa de reformar o mercado trabalhista para incentivar os investimentos estrangeiros e dinamizar a terceira economia asiática.

Seu governo pretende simplificar a legislação social que depende de várias leis que, em alguns casos, datam da época da colonização britânica, e elaborar um código trabalhista único para o setor industrial.

Fonte: Diário de Pernambuco
Matéria originalmente publicada pelo site Diário de Pernambuco

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *