Últimas

Apple vende 48 milhões de iPhones em três meses; iPads seguem em baixa

Saíram os resultados trimestrais da Apple e, surpresa: o iPhone continua sendo um sucesso de vendas. A companhia revelou que vendeu 48,05 milhões de unidades de seu smartphone nos últimos três meses, representando uma alta de 22% em comparação com o mesmo período do ano passado.

É um salto grande, que mostra que o iPhone 6s, lançado durante o trimestre, agradou ao público. Também é significativo para a empresa, que vê os smartphones como responsáveis por uma fatia cada vez maior do arrecadamento trimestral. Os celulares totalizaram US$ 32,21 bilhões dos US$ 51,50 bilhões faturados pela empresa nos últimos três meses. Ou seja: 62,5% do que a Apple arrecadou veio dos iPhones.

A estratégia tem funcionado até o momento, com a Apple registrando receitas e lucros maiores trimestre após trimestre. No entanto, todos sabem que a empresa precisa ter mais um produto de sucesso para o caso de um futuro de saturação do mercado de smartphones, para que a empresa não se torne a próxima BlackBerry ou Nokia. O iPad poderia ter sido esse aparelho, mas infelizmente ele segue em queda livre.

Sim, o tablet da Apple continua despencando em vendas. Neste trimestre, os números mantiveram a trajetória descendente, atingindo 9,8 milhões de unidades vendidas, contra 12,3 milhões do mesmo período de 2014, totalizando uma queda de 20% tanto em vendas quanto em arrecadação.

Já os MacBooks mantiveram-se no mesmo ritmo, sempre próximos dos 5 milhões de unidades vendidas. Desta vez, os números foram de 5,7 milhões contra 5,5 milhões no ano anterior. A empresa não divulga números específicos do Apple Watch nem do iPod.

Os números que mais impressionam, no entanto, são referentes ao mercado chinês. A Apple apostou no país e começou a ver resultados extremamente rápidos. A empresa praticamente DOBROU suas receitas na região em comparação com 2014, chegando a US$ 12,5 bilhões.

Fonte: Olhar Digital
Matéria originalmente postada no site olhardigital.uol.com.br

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *