Últimas

Descubra como deixar o leitor biométrico do Galaxy S6 e Note 5 mais rápido

Da Redação do site Tudocelular.com.br

Com o Galaxy S5, Samsung deu o pontapé inicial na implementação da biometria na linha Galaxy. Diferente da solução usada pela Apple que exige que o usuário apenas toque no botão para que a leitura seja realizada do seu dedo, no modelo da sul-coreana era necessário deslizar o polegar, ou qualquer outro dedo cadastrado, para que o processo fosse realizado. Com o seu sucessor, Samsung trouxe um grande avanço ao permitir que possamos apenas tocar de forma rápida no botão para que a leitura seja feita.

A solução da empresa permite que você cadastre várias digitais, suas e até de pessoas diferentes, para realizar o desbloqueio do smartphone. No entanto, tanto no Galaxy S6 quanto no Note 5, o sensor vai perdendo sua velocidade à medida que o sistema “envelhece”. Ou seja, quando você está com o sistema novinho ao tirar o celular da caixa ou quando executa uma limpeza do sistema (reset de fábrica) tudo funciona bem e de forma rápida. Mas, por algum motivo sem explicação, o sensor acaba ficando menos eficiente com o tempo.

Para resolver este problema nos recentes flagships da Samsung, basta fazer uma dica simples:

Você precisa deletar todas as digitais que tem cadastradas no smartphone. Após isso, você fará um novo cadastro usando ambos os polegares. Primeiro cadastre 40% de um dedo e depois 40% do outro. Por fim, cadastre 10% da ponta de um dedo polegar e, por fim, os 10% da ponta do outro dedo. Pronto! Agora você verá que o sistema reconhecerá sua digital de forma muito mais rápida.

É bom lembrar que o recomendado pela fabricante é registrar 100% de cada dedo para garantir que o sensor não seja enganado pela digital de outra pessoa. Assim, se você realmente busca ter um dispositivo mais rápido, mesmo que abrindo mão de uma segurança maior, esta dica poderá ser muito interessante.

Em modelos mais antigos em que é necessário deslizar o dedo para a leitura ser feita não gera um ganho de velocidade considerável. Também podemos esperar que Samsung lance alguma atualização de firmware que impeça que o sensor acabe tendo a precisão reduzida com o tempo.

Fonte: Tudocelular.com.br
Notícia originalmente postada pelo site Tudo Celular.

Deixe seu comentário

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *